OPINIÃO

O B2B vai mudar. A sua empresa está preparada?

Por Bruno Beneduzzi*
17/06/2019 ... Convergência Digital

A história recente tem nos mostrado como a tecnologia transforma a indústria e cria conceitos que mudam nossa maneira de fazer negócios. Fundamentais para estabelecer uma estratégia no setor que atuamos, antever essas tendências e se preparar para o que está por vir é um diferencial que pode nos destacar em um cenário cada vez mais competitivo.

Uma dessas transformações foi a Indústria 4.0. Marcada pela integração de processos e comunicação máquina-máquina, digital e biológica, com a ascensão de tecnologias como inteligência artificial, internet das coisas (IoT), Machine Learning, Big Data, Analytics e computação em nuvem. Essas inovações digitais, quando aplicadas nos processos das empresas, impactam na maneira como as sociedades se organizam, pois trazem muito mais conectividade e interação.

Nesse cenário, novas ideias surgem a todo momento. Em 2016, o Japão apresentou, pela primeira vez, a "sociedade superinteligente", que se apoia em todas as tecnologias presentes na Indústria 4.0 e oferece soluções para as pessoas. Os serviços e produtos propõem melhorias na vida de maneira sustentável e adaptável.

Enquanto a Indústria 4.0 é centrada nas fábricas, o conceito da sociedade 5.0 coloca o ser humano no centro da inovação e transformação tecnológica. Nessa nova configuração, as pessoas e os sistemas estarão interligados no ciberespaço e os resultados serão otimizados pela Inteligência Artificial. Entretanto, assim como na Indústria 4.0, ter tecnologia de ponta não garante que os melhores resultados sejam atingidos. Estar preparado para atender esse novo "formato" de sociedade exige das organizações um estudo sobre a melhor forma de atendê-la. É preciso considerar aspectos culturais do cenário que estamos inseridos, as ofertas disponíveis e os resultados que queremos alcançar.

E a área de compras?

Se um dos objetivos da Sociedade 5.0 é resolver vários desafios humanos, com a tecnologia centrada nas pessoas, nos ajudando a aproveitar a vida da melhor maneira possível, no mundo dos negócios o conceito está ligado ao atendimento humanizado. Engana-se quem pensa que essa transformação na sociedade irá impactar apenas alguns setores da indústria. Na área de compras B2B, por exemplo, o uso de tecnologias da indústria 4.0 pode ajudar a mitigar erros, economizar tempo e proporcionar aos clientes um atendimento mais personalizado, assertivo e rápido.

Com clientes exigentes e uma nova sociedade emergindo, estar presente no ambiente digital será crucial para as empresas B2B. E essa característica é um ponto que nos favorece. Com acesso aos dados, é possível chegar na melhor estratégia para cada cliente, bem como abordagem e momento ideal. As máquinas farão o processo de analisar e entender essa informação e a inteligência será a responsável por obter maior controle dos negócios, tornando mais fácil a realização de toda a operação.

Por meio dessas soluções completas, conseguimos acessar informações que geram ideias para a melhoria dos serviços e ganho de resultados. O desenvolvimento de ferramentas eficazes para os desafios que a sociedade enfrenta permite que os profissionais se dediquem às tarefas menos operacionais, garantindo mais produtividade. Esse novo momento exigirá das empresas uma mudança de mindset, além de investimento em capacitação e educação corporativa, parceria e interação entre homem e máquina, e também o relacionamento dentro e fora das empresas.

Ao mesmo tempo em que processos são otimizados por meio de tecnologias de ponta, a relação humana continua fundamental e faz toda a diferença na hora de atrair clientes e melhorar o atendimento. A interação com as pessoas gera mais resultados para as empresas, pois traz confiabilidade e segurança para fornecedores e compradores. É preciso evitar a impessoalidade da tecnologia e encontrar o equilíbrio entre soluções e seres humanos. Só nós podemos ter empatia e se solidarizar com o problema do cliente. As máquinas são essenciais, mas irá se destacar quem equilibrar atendimento humano com inovação. Sua empresa está pronta para atender essa sociedade?

*Bruno Beneduzzi é Diretor Comercial do Mercado Eletrônico




Carreira
No Brasil, Justiça do Trabalho impede demissão por namoro entre funcionários

Decisões da Justiça veem como discriminatória proibição e demissão por causa do relacionamento; nos EUA, o McDonald's demitiu o presidente executivo, Steve Easterbrook, por manter relação amorosa com uma funcionária.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G