Home - Convergência Digital

Trump cede à pressão interna e autoriza venda de produtos à Huawei

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital - 01/07/2019

Washington decidiu aliviar as sanções contra fabricante chinesa Huawei, conforme anunciou o próprio presidente, Donald Trump, após encontro com o presidente chinês Xi Jinping, à margem da reunião do G20, no Japão, durante o fim de semana.

“Acordamos que as empresas norte-americanas podem vender produtos para a Huawei”, afirmou Trump ainda no sábado, depois do encontro. O presidente norte-americano prometeu também não aumentar os direitos alfandegários sobre as importações chinesas, confirmando que as negociações entre as duas maiores potências mundiais serão retomadas: "Não vamos adicionar tarifas ou remover tarifas, pelo menos por enquanto".

Os presidentes dos dois países parecem ter concordado em relançar as negociações económicas e comerciais, depois do fim abrupto das negociações em maio. Trump garantiu que a reunião entre os dois correu "muito bem" e que as negociações estão "de volta ao caminho certo".

A Huawei foi colocada em uma lista de veto comercial dos Estados Unidos em maio, que restringe empresas norte-americanas de tecnologia de fazerem negócios com a fabricante de equipamentos de telecomunicações chinesa. Os principais impactos foram no suprimento de chips e atingiu até o sistema operacional Android, da Google. 

Trump disse no sábado que a proibição era injusta para os fornecedores dos EUA, que estavam irritados por não poderem vender componentes para a Huawei sem a aprovação do governo. Depois de dizer durante semanas que tem acesso a tecnologia não-americana suficiente para continuar suas operações, a Huawei disse no mês passado que terá um impacto na receita de 30 bilhões de dólares. 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

22/07/2019
Governo dos EUA convoca reunião com empresas para discutir boicote à Huawei

03/07/2019
Embargo dos EUA à Huawei pesa no bolso e reduz o lucro da Samsung

01/07/2019
Trump cede à pressão interna e autoriza venda de produtos à Huawei

26/06/2019
Governo de Brasília retoma Parque Tecnológico com laboratório de 5G e incubadora

24/06/2019
Huawei: "Vamos manter os altos investimentos em 5G"

17/06/2019
Nuvem é motor do crescimento futuro da Huawei

07/06/2019
Brasil não vai barrar Huawei, diz vice-presidente Hamilton Mourão

06/06/2019
Google Brasil endossa que Huawei não respeita política de privacidade

06/06/2019
Bloqueada nos EUA, Huawei anuncia acordo com a Rússia para 5G

06/06/2019
Ao Procon, Google diz que Huawei só atualiza Android até 19 de agosto. Fabricante assegura serviços

Destaques
Destaques

Varejo x bancos: carteira digital vira superaplicativo

Superados os obstáculos iniciais, mercado não financeiro acelera estratégia para ficar com preferência dos consumidores.

Para injetar R$ 200 bilhões na economia, IoT tem de ficar livre das amarras tributárias

Relator da proposta de tributo zero para Internet das Coisas, deputado Eduardo Cury, do PSDB/SP, disse que o setor precisa municiar o Parlamento com dados para convencer à Casa a conceder a desoneração.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

O potencial pouco explorado da Internet das Coisas

Por Daniel Kriger*

A grande mudança que a Internet das Coisas (IoT – Internet of Things) trará para a vida das pessoas está além da facilidade de se preparar um café, programar um banho quente ou economizar na conta de luz. Dar conectividade a objetos e abrir espaço para comandos inteligentes em inúmeras tarefas do dia a dia é um dos principais propósitos de IoT. Mas não é só isso.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site