Home - Convergência Digital

TIM e Vivo avaliam ampliar compartilhamento também para o 3G

Luís Osvaldo Grossmann - 24/07/2019

O presidente da Vivo, Christian Gebara, disse nesta quarta-feira, 24/7, que a rede de telecomunicações necessária para um país das dimensões do Brasil é muito ampla e o compartilhamento recém-anunciado com a TIM é uma das formas de garantir essa cobertura. 

“É difícil acreditar que seremos capazes de sermos um player independente, construindo nós mesmos toda a rede que acreditamos ser necessária em um país do tamanho do Brasil”, afirmou o executivo durante apresentação dos resultados da companhia no segundo trimestre deste ano. 

“Ainda é cedo para falarmos de impacto. Vai depender dos resultados no Capex e Opex. Mas estou otimista de que isso pode funcionar. E podemos vir a expandir para o 3G também”, completou Gebara. Ele explicou que “é acordo diferente com o que fizemos com a Oi, que era em 2,5 GHz, para o 4G. No fim fizemos 1,3 mil sites, ou seja, cerca de 650 cada empresa. Este acordo com a TIM é mais agressivo em cidades e sites. Temos 90 dias para fazer acontecer. Estamos falando em 150 cidades cada.”

Segundo ele, “a ideia no 2G é trabalhar um única rede dividindo o footprint e fornecer serviços em metede do país cada, liberando frequências para uso em outras tecnologias, como 4G. Vamos começar fora das capitais para ver como funciona e podemos expandir para outras. Vai depender da análise nesses 90 dias antes da aprovação da Anatel. No 4G, o foco é em 700 MHz, em cidades com menos de 30 mil habitantes. Se funcionar, pode também ser ampliado para cidades maiores.”

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

06/07/2020
UISA, de bionergia, contrata Vivo para ter 4G e IoT na produção de bionergia

02/07/2020
TIM atendeu três milhões de chamadas usando o Watson, na nuvem pública da IBM

02/07/2020
Depois da TIM, Vivo e Claro também são multadas em R$ 800 mil

29/06/2020
Vivo Play embarca Amazon Prime Video em sua plataforma

26/06/2020
Vivo Empresas fecha parcerias para clientes nas áreas de saúde e serviços

26/06/2020
'Dados do bem', para combate à Covid-19, une TIM e rede Open D'Or

19/06/2020
Ministério da Justiça multa TIM em R$ 800 mil por bloqueio após franquia

18/06/2020
Após benção do TCU, Anatel fecha TAC da TIM em R$ 639 milhões

18/06/2020
Como alternativa à multa, Anatel quer 4G da TIM em cidade gaúcha de 3 mil habitantes

15/06/2020
Vivo e Santander se unem para importar 200 respiradores

Destaques
Destaques

Covid-19 fez smartphone virar agência bancária com 41% das transações financeiras

As transações bancárias feitas por pessoas físicas pelos canais digitais foram responsáveis por 74% do total de operações analisadas em abril, revela a Febraban.

Oi Móvel terá um 'único' dono e Oi não se exclui do jogo do 5G

O CEO da Oi, Rodrigo Abreu, descartou a possibilidade de vender a Oi Móvel 'fatiada' para atender aos interessados: Vivo/TIM e Claro. "Sem chance. O ativo será vendido todo", disse. Sobre o 5G, diz que dependendo do modelo de venda, a Oi entra pensando em B2B, IoT e até para ser MVNO.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Uma escolha de Sofia no leilão de 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

Em um país democrático, como o Brasil, sem análise estratégica, não daria para arriscar em dispor, comercial e tecnologicamente, de “uma cortina de ferro ou uma grande muralha” para restringir fornecedores no mercado de telecomunicações.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site