TELECOM

TCU quer que Anatel aperte fiscalização sobre roaming

Luís Osvaldo Grossmann ... 30/07/2019 ... Convergência Digital

O Tribunal de Contas da União quer que a Anatel aperte a fiscalização sobre a cobrança de roaming, segundo conclusão de uma auditoria e conforme aprovado no Acórdão 1706/19. Para o TCU, as ofertas precisam ser mais transparentes e facilitar a escolha dos usuários. 

Diz a Corte de Contas que “a atuação da Anatel não tem sido suficiente para diminuir os problemas e reclamações dos consumidores de serviço de roaming internacional (...). Também é necessário avaliar se as empresas cumprem os normativos do setor, inclusive os relacionados à objetividade e transparência nas ofertas.”

Segundo o TCU, as operadoras têm duas formas de oferta. A primeira, busca oferecer o serviço de roaming internacional por meio de tarifa avulsa, onde o usuário paga por ligações realizadas ou recebidas e pelo uso de uma determinada quantidade de dados para o serviço de internet. A segunda envolve a aquisição de um pacote diário limitado de uso de voz e de dados, a preço fixo. 

“A pesquisa evidenciou a forma pouco clara como são ofertados esses serviços (...). O próprio consumidor deverá realizar a tarefa de comparar os diferentes serviços oferecidos”, anota o TCU. A conclusão é de que há “oportunidades de melhorias na apresentação desses serviços por parte das operadoras, de maneira a oferecê-los de forma mais objetiva, transparente e de modo a oportunizar ao usuário a capacidade de melhor decidir quanto ao serviço a ser contratado.”

O resultado aprovado pelo Plenário do Tribunal de Contas foi recomendar à Anatel que: 

1) verifique se as operadoras de telefonia estão atuando de acordo com os regramentos legais e os regulamentos da Anatel quanto à oferta do serviço de roaming internacional, avaliando, inclusive, aspectos ligados à objetividade e à transparência dessas ofertas, remetendo a esta Corte os resultados que vierem a ser alcançados;

2) verifique a forma como são apresentados os serviços oferecidos pelas operadoras de telefonia móvel, especialmente em seus sítios eletrônicos, a fim de se assegurar que esses serviços sejam apresentados de maneira clara, objetiva e transparente, garantindo o direito do usuário a não ser induzido a adquirir serviços que não lhe sejam necessários. 


Internet Móvel 3G 4G
Governo cria loja própria para evitar fraudes e unificar acesso aos apps

Iniciativa já conta com 40 aplicativos cadastrados na loja 'governo do Brasil', disponível na Play Store e Apple Store. Os mais baixados são os do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) Digital.

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Prazo para questionar serviço não contratado de telefonia é dez anos

A decisão é da Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça que entendeu aplica-se a esses casos o disposto no artigo 205 do Código Civil. Seguindo o voto do relator, ministro Og Fernandes, a corte aplicou ao caso o entendimento que resultou na Súmula 412 para as tarifas de água e esgoto.

Juiz manda CVM investigar compra e venda de ações da Oi

O juiz Fernando Viana, da 7ª Vara Empresarial do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, afirma na ordem encaminhada à Autarquia Federal que é 'preciso que se tentha conhecimento de toda e qualquer forma de capitação especulativa".

Procon-SP multa Sky em R$ 2,9 milhões por publicidade enganosa

De acordo com o órgão de defesa do consumidor, a operadora também efetuou cobranças de taxas de licenciamento do software, segurança de acesso e de locação de ponto adicional que são ações proíbidas pela Anatel.

Brasil terá um ganho de R$ 40 bilhões por uso de faixas milimétricas no 5G

Segundo projeções da GSMA, uso de faixas acima de 24 GHz será crescente até 2034 para manipulação remota, automação industrial e realidade virtual. Entidade recomenda, além dos 26 GHz, que o Brasil use 40 GHz e 66 a 71 GHz.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G