Home - Convergência Digital

Melhor horário para navegar no 4G é às 4 da manhã na América Latina

Convergência Digital* - 14/08/2019

Os usuários de smartphones em São Paulo desfrutam da velocidade mais rápida, com uma média de download 4G de 21,3 Mbps, ligeiramente mais ágil (0,3 Mbps) que a da Cidade do México. As duas cidades têm boa velocidade ao longo de todo o dia, visto que no horário mais lento, a velocidade apresentada na Cidade do México e em São Paulo equivale à média das demais analisadas. A constatação é feita por estudo da Opensignal, empresa de análise móvel, em seis das maiores cidades das América Latina: Bogotá, Buenos Aires, Lima, Cidade do México, Santiago e São Paulo.

Já os usuários de Buenos Aires experimentaram a velocidade mais baixa, com uma média para download 4G de 16,2 Mbps. A análise evidenciou uma tendência consistente em todas as seis cidades analisadas: os usuários passam por uma grande variedade de velocidades em diferentes horas do dia. O horário mais ágil foi às 4 da manhã, quando poucas pessoas estavam online e as redes estavam menos congestionadas. Nesse período do dia, São Paulo chegou a 31,9 Mbps, seguido por Santiago, com 31,4 Mbps.

À medida que o dia passa e as redes se tornam mais congestionadas, os usuários veêm suas velocidades de download 4G cairem substancialmente. A Velocidade de Download 4G em Santiago caiu para 9,2 Mbps, quase 50% menor que a média registrada – a maior flutuação ao longo do dia em qualquer uma das cidades analisadas, apesar de Santiago ter capacidades de rede semelhantes às de São Paulo. Usuários em Buenos Aires experimentaram a menor flutuação ao longo do dia (menos de 12 Mbps), seguida por Lima e Cidade do México. A velocidade média de download em todas as cidades listadas foi de 18,1 Mbps.

O consumo de tráfego de dados móveis na América Latina cresceu 68% em 2017, de acordo com um estudo da Cisco. E deve continuar crescendo nos próximos anos, impulsionado principalmente pela crescente adoção de dispositivos com acesso à Internet, infraestrutura de banda larga fixa limitada e devido ao 4G estar se tornando a tecnologia dominante, com uma penetração de mercado estimada de 38%.

Hoje, os smartphones são responsáveis por cerca de 60% das conexões na rede móvel da América Latina. Atualmente, 350 milhões de pessoas usam seus dispositivos móveis para acessar a Internet. A América Latina abriga uma população jovem que é receptiva às novas tecnologias e passa mais tempo conectada aos smartphones. Brasil, Argentina, Colômbia e México, figuram na lista dos países em que a população passa mais tempo médio diário conectada.

A OpenSignal avalia que a América Latina está passando por uma forte mudança do comércio eletrônico para o m-commerce, com as transações via celular sendo responsáveis por mais de 27,5% de todo o comércio eletrônico de varejo. Essa alta taxa de adoção de smartphones torna a sociedade da região amplamente dependente da qualidade da experiência de rede móvel das operadoras.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

16/09/2020
Claro e TIM, por R$ 3 milhões/mês, fornecem internet para 540 mil no Distrito Federal

04/09/2020
Cobertura 4G alcança 5 mil municípios

02/09/2020
TIM quer parceria com startups em uso de 4G ou IoT em soluções para o campo

28/08/2020
TIM incentiva migração do 3G para 4G com troca diretamente pelo celular

17/08/2020
4G: Claro e TIM lideram em velocidade, cobertura e experiência de vídeo

15/07/2020
Licitação do MEC abre espaço para MVNOs na oferta de banda larga móvel gratuita

01/07/2020
ConectarAgro quer 13 milhões de hectares na área rural com conexão 4G até o fim de 2021

03/06/2020
Claro bate rivais em banda larga móvel, TIM tem a menor latência

28/05/2020
Com 4G, pós-pago fica a 2,3 milhões do pré-pago

14/05/2020
Brasil passa de “regular” para “bom” na qualidade de vídeos pelo celular

Destaques
Destaques

Claro: Sem antenas, São Paulo fica fora do 5G

CEO da Claro, Paulo Cesar Teixeira, criticou a miopia de executivos que ainda insistem em colocar restrições à implantação de antenas, como acontece na cidade de São Paulo. "5G é a grande plataforma para permitir um salto econômico mais vigoroso", advertiu.

Covid-19 não é desculpa e Brasil perde dinheiro e status ao atrasar o 5G

O mundo não vai esperar o Brasil resolver seus problemas e o 5G está acontecendo, advertiu o consultor sênior da Omdia, Ari Lopes. Governo terá de decidir se busca investimentos de longo prazo ou de curto prazo. Omdia prevê um impacto de US$ 1,1 trilhão no Brasil de 2021 a 2025.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Internet 5G traz disrupção para Telecomunicações até no modelo de negócio

Por Eduardo Grizendi*

Na RNP, estabelecemos um objetivo estratégico ambicioso – o de prover uma ciberinfraestrutura, segura, de alto desempenho e disponibilidade e, ao mesmo tempo, ubíqua, onipresente, em qualquer lugar e a qualquer hora, para nossas comunidades de educação, pesquisa e inovação.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site