GOVERNO » Legislação

Sem Medida Provisória, deputados articulam projeto sobre Lei de Informática

Luís Osvaldo Grossmann ... 14/08/2019 ... Convergência Digital

À espera de uma Medida Provisória com mudanças na Lei de Informática (8.248/91), mas que ainda carece de entendimento interno no governo, deputados e representantes da indústria articulam um projeto de lei que enderece o assunto. 

A iniciativa coincide com a criação da frente parlamentar mista para o desenvolvimento da indústria elétrica e eletrônica, formalizada nesta quarta, 14/8. “Queremos contribuir para o aperfeiçoamento das políticas públicas para TICs e responder aos desafios colocados pela Organização Mundial do Comércio”, admitiu o presidente da frente parlamentar, deputado Bilac Pinto (DEM-MG). 

A costura entre Congresso e setor produtivo visa especialmente pressionar o governo por uma resposta legal ao resultado da queixa que Japão e União Europeia apresentaram contra a política industrial de eletrônicos no Brasil. Alguns ajustes em processos produtivos básicos já foram feitos, cumprindo o primeiro prazo – junho – acertado com a OMC. Mas resta alterar a Lei. 

“Existe um texto em construção no governo, entre os ministérios da Economia e da Ciência e Tecnologia. Mas a informação que temos, como sempre, é da dificuldade que a Receita Federal impõe ao setor produtivo e é lá que está travada a Medida Provisória. Vamos conversar com o secretário Marcos Cintra e se verificarmos que a MP vai demorar, vamos imediatamente protocolar o PL”, afirmou o deputado e ex-ministro de Indústria e Comércio, Marcos Pereira (PRB-SP) à CDTV, do Convergência Digital.

Esse projeto de lei, a ser subscrito pelo próprio Pereira, Bilac Pinto, Vitor Lippi (PSDB-SP) e Daniel Freitas (PSL-SC), tende a trazer como texto base a minuta de medida provisória que vem sendo cozinhada entre as secretarias de inovação do MCTIC e de produtividade do ME. Mas que como apontou o deputado, ainda esbarra no Fisco. E como lembrado na solenidade de criação da frente parlamentar, o acordo com a OMC prevê que as mudanças na Lei de Informática estejam em vigor em 1o de janeiro de 2020. 

A proposta é calcada no uso de créditos tributários como incentivo à produção nacional. As divergências com parte da equipe econômica ainda estaria na amplitude do uso desses créditos – é que para fechar a conta que mantenha os incentivos em nível semelhante ao atual será necessário uso amplo desses mecanismo em todos os tributos federais. 


Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Resolução abre estudos para privatização de Serpro e Dataprev

Quase um mês depois da decisão anunciada, Conselho do Programa de Parceria de Investimentos determina a análise, que deve ficar com o BNDES, “de alternativas de desestatização ou parceria com a iniciativa privada”.

Entidades de TI se mobilizam contra aumento de imposto para serviços

Proposta da Reforma Tributária, em discussão no governo, poderá causar um incremento de 11 pontos percentuais na tributação dos serviços, reclamam a Fenainfo e a Feninfra.

Congresso debate impacto das TICs no futuro do Brasil

Câmara e Senado vão promover um fórum para discutir temas como inteligência artificial, propriedades de dados pessoas, cidades inteligentes e internet das coisas. "Os dados pessoais serão o ativo mais importante de um País", afirmou o presidente da Câmara, Rodrigo Maia.

Privatização da Telebras e perda da soberania antagoniza deputados e Governo

Enquanto representantes do governo Bolsonaro afirmam que 'é cedo' para discutir o impacto real da possível venda da estatal, parlamentares da CCTI da Câmara, entre eles, o deputado Luis Miranda, do DEM/DF, criticam a decisão por interferir em dados sensíveis ao Estado.

Zona Franca reivindica prazo máximo de 180 dias para a concessão de PPB

O prazo de concessão do benefício fiscal tem sido, em média, de dois anos, conforme dados apurados junto à Suframa. Situação da Zona Franca ganha contornos estratégicos com o prazo apertado para fazer a revisão obrigatória da Lei de Informática.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G