TELECOM

Oi reage e Conselho de Administração rejeita rumores de intervenção

Ana Paula Lobo* ... 19/08/2019 ... Convergência Digital

A Oi assegura que o Plano Estratégico da companhia, anunciado no dia 16 de julho, está sendo seguido à risca e com a supervisão direta da Anatel e do Juízo Recuperacional. O conselho de Administração da operadora soltou no final da noite de sexta-feira, 16/08, um comunicado ao mercado após ser cobrado pela Bovespa/R3 sobre a situação da empresa.

Na semana passada, duas reportagens feitas pelo jornal O Estado de São Paulo davam conta que a situação financeira da Oi seria muito preocupante e que a 'queima do caixa' deixaria a operadora sem recursos em pouco tempo, o que estaria acelerando uma possível intervenção da Anatel. A agência reguladora soltou nota oficial negando esta possibilidade de imediato. Mas houve impacto nas ações da companhia com uma perda de até 30%.

Na nota oficial encaminhada à CVM, a Oi enumera os seus pontos de ação no processo de recuperação judicial:

1)Como divulgado em 16 de julho do corrente ano, a Companhia apresentou seu Plano Estratégico com diversas frentes de execução, envolvendo ações de curto, médio e longo prazo.

2) Dentre essas frentes se destacam o foco em investimentos em fibra e a recuperação do posicionamento da Companhia em várias áreas chave, incluindo FTTH, B2B, Atacado e a geração de valor estratégico com as Operações Móveis.

3) Foram destacadas também as ações de geração de liquidez, incluindo venda de ativos não estratégicos e um amplo programa de redução de custos através de ações de transformação estrutural da Companhia.

4) Como parte deste processo, a Diretoria e o Conselho de Administração da OI S.A. têm interagido em todas as esferas de acompanhamento do Plano Estratégico, incluindo a Anatel e o Juízo Recuperacional, a fim de dar total transparência a suas ações e planos para assegurar o futuro da Companhia, bem como têm tomado providências que visam garantir a execução do Plano Estratégico, com o apoio de todas as entidades necessárias.

5) Nesse sentido, é importante ressaltar, como já mencionado em nota da própria Anatel, que não existe nenhuma discussão diferente do acompanhamento já sendo realizado, e que não existe dissenso quanto ao foco na execução do Plano Estratégico.

6) Como mencionado durante divulgação de resultados do último trimestre, a Companhia está particularmente focada na execução do plano de venda de ativos e geração de liquidez de curto prazo, os quais possam sustentar a execução de seu plano de investimentos, e está atuando em múltiplas frentes para implementar esse objetivo.

7) Adicionalmente, o Conselho de Administração entende que podem e devem ser analisadas diversas opções para garantir a sustentabilidade dos investimentos da companhia, e que está focado nessa análise, considerando amplas ações que passam não apenas pela venda de ativos não estratégicos, mas também pela potencial utilização de instrumentos de captação de dívida estruturada / garantida, aceleração das ações de redução de custos de curto prazo e pela modulação e adequação dos investimentos em Capex, com foco nas áreas prioritárias.

8) Reiteramos nossa confiança na solidez e coerência do Plano Estratégico apresentado e no direcionamento de todos os esforços da Companhia, com o apoio do Conselho de Administração e dos demais stakeholders, para possibilitar o cumprimento de todas as ações previstas na execução do Plano Estratégico e de Transformação já devidamente apresentado ao mercado.”


Rio de Janeiro, 16 de agosto de 2019.
Oi S.A. – Em Recuperação Judicial
Carlos Augusto Machado Pereira de Almeida Brandão
Diretor de Finanças e de Relações com Investidores


Internet Móvel 3G 4G
Claro monta show com holograma para demonstrar uso do 5G

Concerto que celebrou 50 anos do Led Zeppelin no Allianz Parque, em São Paulo, usou realidade virtual na apresentação da Nova Orquestra com participação à distância do músico Lucas Lima. 

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Anatel simplifica e zera custo para homologar produtos de Telecom

"A isenção da taxa é imediata e vale para todos os produtos homologados pela Anatel – inclusive radioamadores, drones e produtos importados para uso do próprio usuário”, disse o presidente da Agência Reguladora, Leonardo Morais.

Anatel: Tirando Oi, Telefônica, Claro, TIM e Sky todas as demais são pequenas prestadoras

Critério mudou de 50 mil acessos para 5% de cada mercado relevante, telefonia fixa e móvel, internet e TV paga.  Definição permite a isenção de uma série de obrigações regulatórias.

Acordo entre Enel e teles tenta novo mutirão de ‘limpeza’ dos postes em SP

Meta de limpar 1,8 mil postes até dezembro foi acertada com Vivo, Claro, TIM, Oi e Telcomp e o Procon-SP. 

Teles fazem campanha por conta digital sem papel

Segundo Sinditelebrasil, 76 milhões de clientes ainda recebem faturas impressas todos os meses – em média, 152 milhões de folhas. 




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G