Convergência Digital - Home

RNP vai abrir edital para credenciar fornecedores de IaaS

Convergência Digital
Luís Osvaldo Grossmann - 29/08/2019

Em processo de transformação digital, a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa mantém o projeto de oferecer serviços baseados em computação em nuvem para a comunidade acadêmica. E nesse processo vai abrir em setembro um edital para qualificar fornecedores de infraestrutura como serviço que tenham interesse na oferta a partir da plataforma da RNP, NasNuvens. 

“As redes acadêmicas mais avançadas no mundo já oferecem serviços em nuvem. Agora nos preparamos de fato para entender nosso papel como broker, promovendo ofertas de diversos tipos de serviços dentro da nossa comunidade. Existem instituições que já desenvolveram plataformas, ou que tem infraestruturas que podem colocar à disposição de outras. Mas vamos principalmente trazer o que o mercado tem para oferecer e que representa redução significativa de esforço e de custo”, afirma o diretor de serviços e soluções da RNP, José Luiz Ribeiro. 

Até aqui a plataforma oferece serviços gratuitos, especialmente por meio de acordo de SaaS com a Microsoft sobre o Office 365. O próximo acordo no campo do software como serviço é com a Google, para o G Suite, e a RNP já costura entendimento semelhante com a AWS – todos fornecedores com plataformas específicas para educação. 

“Fechamos parcerias com Microsoft e Google e estamos conversando com a AWS na camada de software como serviço. Mas estamos nos preparando agora, vamos lançar em setembro, um edital para que essas empresas, e outras do mercado, ofereçam um catálogo de infraestrutura como serviço de forma que o usuário nosso, gestor de TI ou pesquisador, possa através do nosso Marketplace fazer as escolhas e contratar os serviços que estão no catálogo”, explica o diretor da RNP.

A próxima etapa são os serviços pagos, o que envolveu um aprendizado de cobrança, novidade para a RNP. Paralelamente, haverá ampliação de capacidade da rede com a substituição dos backbones da Oi pelos cabos OPGW do setor elétrico. “Estamos investindo pesado na ampliação da rede e é natural que a gente possa agregar valor a essa infraestrutura”, destaca Ribeiro. 

“Nossa expectativa é que a partir do final do primeiro trimestre de 2020 a gente esteja em condições de fazer todo o processo de aquisição, faturamento, cobrança pelos serviços de nuvem que forem contratados. Não excluímos a oferta de serviços através do fomento, mas agregamos essa nova modalidade de venda de serviços.” Assista a entrevista com José Luiz Ribeiro feita no Forum RNP, evento realizado em Brasília.


ARTIGO . Por Melissa Torgbi

Cientista de dados: seja curioso, se envolva e tenha muita disposição para resolver problemas

Há muita empolgação acerca do termo “ciência de dados” atualmente. Para nós que queremos ser cientistas de dados, há alguns requisitos. Um deles: ter muita, mas muita vontade de aprender o tempo todo.

Destaques
Destaques

Empresas ambicionam mais Inteligência Artificial, mas sofrem com falta de talento

Um apesquisa global da Bain mostra que três em cada empresas, instigadas pela covid-19 e a aceleração da digitalização, se preparam para investir mais em inteligência artificial e machine learning. Mas assumem que as dificuldades não são poucas.

Eneva investe R$ 3 milhões para unir gás à energia com a IA ALINE

Software, que utiliza algoritmos de machine learning, foi desenvolvido em parceria com o Instituto Tecgraf da PUC/Rio e está sendo testado no Maranhão. Próxima etapa é um projeto de pesquisa com foco na integração da produção do gás onshore com a geração de energia, o que significa usar IA em um projeto 100% conectado.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

O que é o balanceamento de carga de alta disponibilidade?

Por Ivan Marzariolli *

A alta disponibilidade começa com a identificação e eliminação de pontos únicos de falha em sua infraestrutura que podem desencadear uma interrupção do serviço - por exemplo, implantando componentes redundantes para fornecer tolerância a falhas no caso de um dos dispositivos estiver com problemas.

Dados em tempo real fazem toda a diferença no e-commerce

Por Leandro Rodriguez*

O tempo se tornou o fator crítico no relacionamento entre vendedor e comprador. Levar informações em tempo real a uma filial local ou a gerentes de loja pode ser determinante para a aquisição de clientes e, consequentemente, aumentar as vendas.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site