Home - Convergência Digital

Vivo investe em redes 4G privativas para o mercado B2B

Convergência Digital* - 02/09/2019

A Vivo Empresas – segmento B2B da Telefônica Brasil – lançou a rede 4G privativa, construída especialmente para a necessidade do cliente. A solução é direcionada para empresas e indústrias com demandas de missão crítica que necessitam de cobertura dedicada, desempenho, segurança e confiabilidade para suportar seus negócios.

Uma rede privativa 4G aumenta taxas de tráfego de alto volume e reduz atrasos, ao mesmo tempo em que garante a qualidade do serviço, tornando possível a utilização de aplicações em internet das coisas – sinônimo da indústria 4.0.

A solução é essencial em atividades que precisam de conectividade com alta disponibilidade, mobilidade e segurança, como veículos autônomos em campos de mineração, telemedição de processos críticos na indústria de óleos e gás, automação de linhas de produção na indústria automobilística e controle de movimentação em grandes galpões logísticos.

O head de Internet das Coisas, Inovação e Big Data B2B da Vivo, Diego Aguiar, explica que  a transformação da indústria para o conceito 4.0 requer uma rede robusta, e nossa solução foi desenvolvida para suportar a internet das coisas em ambientes críticos. 

"Com a novo serviço, as empresas conseguem suprir importantes necessidades, como, por exemplo, alta segurança; mobilidade, com linhas de produção automatizadas ou robotizadas que atuam em grandes áreas onde a conectividade com fio não é uma opção; livre de interferências, com um espectro licenciado que não permite que outros serviços interfiram no ambiente de produção; conexões massivas, que permitem um alto volume de aplicações em internet das coisas com transmissão de dados e relatórios em tempo real, e conectividade fim-a-fim”, completa o executivo.

 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

02/07/2020
Depois da TIM, Vivo e Claro também são multadas em R$ 800 mil

01/07/2020
ConectarAgro quer 13 milhões de hectares na área rural com conexão 4G até o fim de 2021

29/06/2020
Vivo Play embarca Amazon Prime Video em sua plataforma

26/06/2020
Vivo Empresas fecha parcerias para clientes nas áreas de saúde e serviços

15/06/2020
Vivo e Santander se unem para importar 200 respiradores

04/06/2020
Anatel também rejeita pedido da Claro contra acordo Vivo/TIM

28/05/2020
Com 4G, pós-pago fica a 2,3 milhões do pré-pago

27/05/2020
Ao condenar Vivo, Justiça decide que Código do Consumidor é aplicável a pessoas jurídicas

18/05/2020
Vivo tem 130 novas vagas e já contratou 400 durante a Covid-19

14/05/2020
Brasil passa de “regular” para “bom” na qualidade de vídeos pelo celular

Destaques
Destaques

Covid-19 fez smartphone virar agência bancária com 41% das transações financeiras

As transações bancárias feitas por pessoas físicas pelos canais digitais foram responsáveis por 74% do total de operações analisadas em abril, revela a Febraban.

Oi Móvel terá um 'único' dono e Oi não se exclui do jogo do 5G

O CEO da Oi, Rodrigo Abreu, descartou a possibilidade de vender a Oi Móvel 'fatiada' para atender aos interessados: Vivo/TIM e Claro. "Sem chance. O ativo será vendido todo", disse. Sobre o 5G, diz que dependendo do modelo de venda, a Oi entra pensando em B2B, IoT e até para ser MVNO.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Uma escolha de Sofia no leilão de 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

Em um país democrático, como o Brasil, sem análise estratégica, não daria para arriscar em dispor, comercial e tecnologicamente, de “uma cortina de ferro ou uma grande muralha” para restringir fornecedores no mercado de telecomunicações.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site