NEGÓCIOS

NVIDIA: Inteligência Artificial exige mais profissionais no Brasil

Ana Paula Lobo e Pedro Costa, do Rio de Janeiro ... 17/09/2019 ... Convergência Digital

A Inteligência Artificial é o mercado mais promissor da NVIDIA no mundo e é prioridade da companhia no mercado brasileiro, conta o gerente de desenvolvimento da área Enterprise, Márcio Aguiar. O executivo admite, no entanto, que há uma carência relevante de mão de obra para trabalhar com a tecnologia. "Não é um problema só do Brasil, no mundo faltam profissionais para essa tecnologia", pontua.

A NVIDIA realiza no Rio Info 2019, que acontece esta semana no Rio de Janeiro, a IA Conference, um evento onde reúne o ecossistema para discutir o uso da inteligência artificial no dia a dia. "Não há dúvida que a IA está muito próxima de nós, está no nosso cotidiano", diz Aguiar.

Indagado se a NVIDIA planeja fazer investimento em software no Brasil, o executivo diz que a estratégia da companhia é o de abrir as APIs para fomentar o mercado. "Hoje já temos cerca de 20 mil pesquisadores cadastrados na nossa plataforma, totalmente gratuita". Assistam a entrevista com o gerente de desenvolvimento da área Enterprise da NVIDIA, Márcio Aguiar.


Cientista de dados: seja investigativo, analítico e curioso

Não há um perfil delimitado para o cientista de dados, o que significa que ele pode ser um 'profissional mais rodado e experiente' ou uim jovem recém-saído das universidades. Mas há um ponto essencial: a multidisciplinaridade, aponta o professor e especialista em ciência de dados do Instituto de Gestão e Tecnologia da Informação (IGTI), João Carlos Barbosa.

Serpro busca parceria com bancos para emissão de certificado digital

Chamamento público espera identificar oportunidades de negócios que fomentem a massificação das assinaturas digitais. 

Huawei diz ter estoque suficiente para atender demanda nacional

Diretor senior de Relações Públicas e Governamentais da empresa, Atílio Rulli, assegurou que o estoque da fabricante está 'em linha com que é visto no mundo'. Hoje a Huawei produz localmente 40% dos equipamentos que vende às operadoras, ISPs e empresas brasileiras.

Acesso Digital recebe aporte e entra na briga pelo mercado de Telecom

Empresa, criada em 2007, trabalha com reconhecimento facial e assinatura eletrônica, recebeu um investimento de R$ 580 milhões liderado por SoftBank e General Atlantic.

Empresa brasileira de mineração e blockchain é comprada por R$ 165 milhões

A FastBlock, foi criada po rum brasileiro, em 2014, e possui cerca de 20 data centers e já minerou mais de 50 mil bitcoins. Bernado Shucman fica à frente da unidade de operação da Marathon Patent Group.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G