Home - Convergência Digital

RH prioriza currículo e falha ao contratar profissionais de TI

Ana Paula Lobo e Pedro Costa, do Rio de Janeiro - 19/09/2019

"Há uma lambança nos processos de contratação adotados hoje nos departamentos de recursos humanos com relação à área de TI e o ruído fica transparente entre as duas áreas o que afasta cada vez mais a geração Y dos processos tradicionais", afirma a diretora da edTech Fábrica de Cursos, Sylvia Meirelles, em entrevista à CDTV, do Portal Convergência Digital, durante o Rio Info 2019, que aconteceu nos dias 16 e 17 de setembro, no Rio de Janeiro.

De acordo com Sylvia Meirelles, o olhar do RH no Brasil ainda é curricular e pouco voltado para os skills de conhecimento, o que gera sempre muito contratempo nas seleções de profissionais. "Não por acaso os jovens optam por carreiras próprias e se afastam das companhias tradicionais. O RH insiste com benefícios que não são mais os desejados", reporta. O mercado de edTech é um dos que mais cresce no mundo e gira em torno de R$ 240 bilhões ao ano, com uma perspectiva de crescimento em torno de 10% ao ano nos próximos cinco anos.

A executiva da Fábrica de Cursos, que forma profissionais em TI, fala ainda da receptividade do mercado a educação a distância, que segundo o Censo Educacional 2018, divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e pelo Ministério da Educação (MEC) mostra que, pela primeira vez, a oferta de vagas nos cursos de graduação na modalidade educação a distância (EaD) é maior que a do ensino presencial.

Em 2018, foram ofertadas 7,1 milhões de vagas nos cursos de educação a distância e 6,3 milhões em cursos presenciais. O número de cursos EaD cresceu 50% em um ano, passando de 2.108 em 2017 para 3.177 em 2018. Assistam a entrevista com Sylvia Meirelles, da Fábrica de Cursos.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

12/08/2020
Consumidor.gov.br se integra às agências reguladoras

19/06/2020
Compras públicas são 12% do PIB e tecnologia ocupa fatia cada vez maior

17/06/2020
Contratos com o governo vão virar créditos financeiros antecipados

10/06/2020
Não criar a Autoridade para atrasar a LGPD é fazer o Brasil cair num loop infinito

08/06/2020
Covid-19: Brasil sabe fazer software para 'jogar o jogo' global do digital

28/05/2020
Profissional de IA tem de gostar de fazer a tecnologia acontecer

26/05/2020
IA feita no Brasil salva vidas ao monitorar três milhões de pacientes

30/04/2020
Economia de R$ 38 bilhões em serviços vai atrair estados e municípios para a transformação digital

30/04/2020
Governo mantém ‘cloud first’ e prepara nova licitação para reduzir datacenters

30/04/2020
Cruzamento de dados começa com estatais de TI, mas haverá espaço para o setor privado

Cientista de dados: seja investigativo, analítico e curioso

Não há um perfil delimitado para o cientista de dados, o que significa que ele pode ser um 'profissional mais rodado e experiente' ou uim jovem recém-saído das universidades. Mas há um ponto essencial: a multidisciplinaridade, aponta o professor e especialista em ciência de dados do Instituto de Gestão e Tecnologia da Informação (IGTI), João Carlos Barbosa.

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Seis dicas para formar uma equipe de trabalho resiliente

or Craig Mackereth*

Formar uma equipe ou força de trabalho resiliente não é tarefa que se execute da noite para o dia. Tampouco é possível tornar uma equipe verdadeiramente resiliente se isso ainda não estiver integrado ao DNA da empresa.

Destaques
Destaques

Um em cada cinco servidores públicos será substituído por robô no Brasil

A Escola Nacional de Administração Pública estima que, por conta da Transformação Digital, a automação deverá substituir cerca de 100 mil postos de trabalho no Serviço Público Federal nos próximos cinco a 10 anos, sendo que a metade deles terá menos de 50 anos.

Acordo trabalhista em Goiás será pago em Bitcoins

Em conciliação realizada pelo TRT de Goiás, empresa de mineração aceitou o pagamento no valor de R$350 mil convertidos na moeda eletrônica. 

Teletrabalho: Novo PL quer acordo prévio para custos com Internet e PCs

Iniciativa também não permite que o tempo de uso dos aplicativos, como o WhatsApp, fora da jornada normal, seja um regime de prontidão. Projeto tem regras distintas da IN 65 do Governo Bolsonaro para os servidores públicos.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site