Home - Convergência Digital

Bateria de celular dá prêmio Nobel a três cientistas

Convergência Digital* - 09/10/2019

Os cientistas John Goodenough, dos EUA, Stanley Whittingham, do Reino Unido, e Akira Yoshino, do Japão, ganharam nesta quarta-feira, 9/10, o prêmio Nobel de Química pelo desenvolvimento de baterias de íons de lítio, uma importante tecnologia para reduzir o uso de combustíveis fósseis. 

Aos 97 anos, o norte-americano Goodenough se tornou o ganhador mais velho a receber um Nobel. 

“Essa bateria recarregável levou à fundação de dispositivos eletrônicos sem fio, como celulares e notebooks”, informou a Academia Real das Ciências da Suécia em um comunicado sobre o prêmio de 906 mil dólares. 

“(A bateria) também tornou possível um mundo livre de combustíveis fósseis, já que é utilizada para tudo, de carregar carros elétricos a armazenar energia de fontes renováveis”

Whittingham desenvolveu a primeira bateria de lítio funcional no início da década de 1970. Goodenough duplicou o potencial da bateria na década seguinte e Yoshino eliminou o lítio puro da bateria, elevando a segurança do dispositivo. 

* Com informações da Reuters

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

10/08/2020
Indústria 4.0: Procura por recursos públicos supera 50 vezes o valor destinado pelo governo

31/07/2020
Finep seleciona R$ 107 milhões em projetos de inovação

29/07/2020
Em TI, apenas 7% dos profissionais envolvidos com Inovação têm pós-graduação

20/07/2020
Startups geraram emprego e receita na Covid-19, mas receberam não no acesso ao crédito

06/07/2020
Empresas de Tecnologia se unem por agenda única da indústria

02/07/2020
Banco Central descarta adiamento do Open Banking e do pagamento instantâneo

01/07/2020
Empresas nacionais reclamam da burocracia e deixam de investir em Inovação

23/06/2020
Finep e MCTI abrem edital de R$ 50 milhões para tecnologias 4.0

22/06/2020
Brasil: é urgente formar profissionais em Inteligência Artificial

18/06/2020
Streaming na TV aberta faz Radiodifusão acelerar Ginga D

Destaques
Destaques

Venda de smartphones piratas dispara 135% no 1ºtri no Brasil

Tombo no primeiro trimestre foi de 8,7% - e chegou a 22,4% entre os aparelhos mais simples. Alta do dólar e a falta de componentes impactaram a venda dos dispositivos no país.

Tempo é um luxo que o Brasil não tem para fazer o 5G

Pesquisa da Omdia, ex-Ovum, em parceria com a Nokia, mostra que, nos próximos 15 anos, o 5G vai gerar R$ 5,5 trilhões para o País, sendo o governo beneficiado com o adicional de quase R$ 1 bilhão em receita com os serviços 5G.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Uma escolha de Sofia no leilão de 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

Em um país democrático, como o Brasil, sem análise estratégica, não daria para arriscar em dispor, comercial e tecnologicamente, de “uma cortina de ferro ou uma grande muralha” para restringir fornecedores no mercado de telecomunicações.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site