Home - Convergência Digital

Negócios na nuvem vão gerar 491 mil empregos diretos no Brasil até 2024

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 28/10/2019

A batizada "Economia Salesforce" (formada pela empresa e seu ecossistema de parceiros e clientes) vai gerar 491 mil empregos diretos, US$ 61,9 bilhões em receitas de novos negócios e US$ 7,56 para cada dólar produzido pela empresa, no período de 2019 a 2024, conforme estudo contratado pela Salesforce à IDC.

Este crescimento é impulsionado pela adoção cada vez maior da computação em nuvem, a qual está dando origem a uma série de novas tecnologias no mundo (incluindo mobile, redes sociais, Internet das Coisas e Inteligência Artificial). Estas, por sua vez, geram novas fontes de receita e empregos, alavancando o uso da nuvem e criando um "ciclo contínuo" de crescimento e inovação.

E como as empresas que investem na computação em nuvem também investem em produtos e serviços relacionados, a "Economia Salesforce" em 2019 é mais de quatro vezes maior que a Salesforce individualmente, com previsão de aumentar para quase seis vezes até 2024. Assim, a IDC estima que, entre 2019 e 2024, a "Economia Salesforce" impulsionará a criação de 780 mil empregos indiretos no Brasil, criados pelos gastos na economia em geral pelas pessoas que ocupam os 491 mil empregos diretos mencionados anteriormente.

"À medida que a Quarta Revolução Industrial reformula a economia, transformando a maneira que vivemos e trabalhamos, a Salesforce e seu ecossistema têm um papel muito forte na condução das habilidades do futuro para a criação de empregos no Brasil", explica Fabio Costa, gerente geral da Salesforce no Brasil.

Ainda de acordo com a IDC, até 2024 quase 50% dos gastos com software de computação em nuvem estarão vinculados à Transformação Digital, representando quase metade de todas as vendas de software no mundo. Estes gastos crescerão 19% ao ano, de US$ 179 bilhões em 2019 para US$ 418 bilhões em 2024.

Benefícios da "Economia Salesforce" por setor

Neste relatório, a IDC analisou como a "Economia Salesforce" deve influenciar o crescimento de receita e a geração de empregos em seis setores até 2024. Globalmente, a pesquisa mostra:

·O setor financeiro deve alcançar US$ 224 bilhões em novas receitas e gerar 730,9 mil empregos.

·O setor manufatureiro deve alcançar US$ 211,7 bilhões em novas receitas e gerar 765,8 mil empregos.

·O setor de varejo deve alcançar US$ 134,8 bilhões em novas receitas e gerar 539,7 mil empregos.

.Os setores de mídia e comunicações devem alcançar US$ 129,7 bilhões em novas receitas e gerar 473,8 mil empregos. 

·O setor médico e de saúde deve alcançar US$ 68,5 bilhões em novas receitas e gerar 222,6 mil empregos.

·O setor público deve alcançar US$ 64,7 bilhões em novas receitas e gerar 254,4 mil empregos.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

02/06/2020
Com Serpro, AWS ataca duas pontas dos contratos de nuvem no governo

26/05/2020
Vivo muda estratégia e avança no ambiente multicloud

25/05/2020
Sob alegação de custo, empresas brasileiras desistem de aplicações na nuvem pública

22/05/2020
FGV oferece curso online gratuito de Ciências de Dados

21/05/2020
Google Cloud vence contrato bilionário com Defesa dos EUA

20/05/2020
Microsoft muda serviço de nuvem para atender hospitais

19/05/2020
Nuvem e segurança impulsionaram serviços de TI no Brasil

19/05/2020
Dataprev põe em consulta contratação de solução de auditoria em nuvem

18/05/2020
Embratel centraliza dados do ministério da Saúde na nuvem

13/05/2020
AWS:75% das aplicações corporativas ainda estão 'dentro de casa'

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Seis dicas para formar uma equipe de trabalho resiliente

or Craig Mackereth*

Formar uma equipe ou força de trabalho resiliente não é tarefa que se execute da noite para o dia. Tampouco é possível tornar uma equipe verdadeiramente resiliente se isso ainda não estiver integrado ao DNA da empresa.

Destaques
Destaques

TST suspende demissões na Dataprev enquanto durar crise da Covid-19

Trabalhadores alegaram que os prazos acordados no fim da greve não terão como ser integralmente cumpridos diante da situação emergencial com a epidemia do coronavírus. 

TST: Teletrabalho tem de respeitar os contratos de trabalho

Corte aponta, no entanto, que em situações emergenciais, como a atual crise da Covid-19, a adoção da jornada online temporária prescinde formalização, mas deve respeitar leis trabalhistas. 

Coronavírus: Teles advertem que sem equipes técnicas na rua, há risco para a rede

O SindiTelebrasil está alertando Estados e municípios sobre a necessidade e urgência em manter suas equipes técnicas e os call centers em operação, ainda que de forma reduzida, para garantir a conectividade e como medida essencial.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site