Convergência Digital - Home

Embratel: é hora de as empresas adotarem políticas de gestão de controle da nuvem

Convergência Digital
Por Fábio Barros e Carlos Afonso - 05/11/2019

Cloud Computing deixou de ser tendência para se tornar realidade no mercado brasileiro. Agora, fornecedores e usuários trabalham na consolidação de um ecossistema que garanta a entrega e, principalmente, o gerenciamento das soluções em nuvem. O diretor de Alianças Estratégicas da Embratel, Tomaz Oliveira, lembra que a computação em nuvem hoje é o ponto central da estratégia de crescimento de toda e qualquer empresa e pilar básico de qualquer processo de transformação digital.

“A transformação digital se apoia em três vértices: propósito, com todos querendo melhorar a experiência do cliente; assessment, com a busca da estrutura adequada para isso; e tecnologia, já que não há transformação sem ela. E aqui, o cloud é o pilar básico”, defende. O executivo lembra que a nuvem vem deixando de ser apenas uma camada de infraestrutura como serviço, assumindo a entrega de praticamente todos os aplicativos utilizados nas empresas. “É isso que tem levado aos modelos híbridos, porque as grandes empresas não vão abrir mão de suas estruturas legadas, mas também não podem abrir mão da agilidade e flexibilidade trazidas pela nuvem”, diz.

Oliveira acrescenta, no entanto, que a nuvem não é necessariamente um redutor de custo, principalmente quando se fala em ambientes híbridos ou multicloud, ou ambos. “Nesse contexto é muito fácil perder o controle de orçamento. Por isso é hora de as empresas adotarem políticas de gestão de controle”, afirma, lembrando que os ecossistemas de fornecedores vêm se consolidando com empresas capazes de auxiliar seus clientes em toda a jornada para nuvem. Assista à entrevista.


Destaques
Destaques

Governo negocia para transformar Foz do Iguaçu em zona franca para datacenters

O secretário de Telecomunicações do MCTIC, Vitor Elisio de Menezes, conta que negocia a incorporação dos datacenters em uma classe especial para consumo de energia, ativo que mais encarece as operações no Brasil.

Disseminação de serviços em nuvem puxa investimentos globais em TI

Segundo projeções da consultoria Gartner, gastos devem bater em R$ 15 trilhões neste ano e crescer 3,7% em 2020, puxados por cloud computing. 



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

As lições do buraco negro e da análise de dados às empresas

Por Paulo Watanave*

O fato é que por trás das aplicações e sistemas usados nas operações já existe um grande e variado conjunto de insights e algoritmos que podem ser usados para gerar valor real às organizações e para as pessoas de um modo geral. Estima-se que menos de 10% das companhias em todo o mundo tenham estratégias bem definidas para a utilização dos recursos digitais e das informações.

Edge Computing para acelerar os negócios das empresas brasileiras

Por Henrique Cecci*

O que é, afinal, Edge Computing? Trata-se da aplicação de soluções que facilitam o processamento de dados diretamente na fonte de geração de dados. No contexto da Internet das Coisas (IoT), por exemplo, as fontes de geração de dados geralmente são "coisas" com sensores ou dispositivos incorporados.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site