Convergência Digital - Home

Supremacia digital só virá com maior uso da nuvem

Convergência Digital
Convergência Digital - 19/12/2019

Uma pesquisa da consultoria IDC apurou que o setor de TI na América Latina crescerá 4,8% até 2020, impulsionado principalmente por investimentos em nuvem, IA, Blockchain, segurança, hardware e serviços. Mas as empresas latino-americanas estão preparadas para a era da "supremacia digital"?

De acordo com a IBM, a nuvem será, sim, a base da economia digital. Até porque, como destacou a IDC, até 2022, mais da metade das empresas na América Latina integrará o gerenciamento da nuvem, por meio de nuvens públicas e privadas, através da implementação de tecnologias, ferramentas e processos de gerenciamento híbridos ou multi-unificados.

"As empresas latino-americanas continuarão seu caminho para a nuvem híbrida e multi-cloud, principalmente porque os serviços de nuvem pública em ambientes híbridos demonstraram a capacidade de suportar os requisitos de segurança, proteção de dados e transparência que as empresas de nossa região demandam e exigem", Natalia de Greiff, vice-presidente de Cloud & Cognitive da IBM América Latina. Embora a computação em nuvem híbrida forneça a máxima flexibilidade, isso só funciona - observa a IBM - se for baseada em padrões abertos, para que os desenvolvedores de software possam criar um aplicativo uma vez e executá-lo em qualquer lugar.

Dados e Inteligência Artificial

O uso dos dados é um fator de decisão na adoção da Inteligência Artificial, aponta a IBM. Estudo do Institute for Business Value salienta que 81% dos líderes de negócios apoiam ativamente as empresas que são transparentes sobre como usam seus dados e evitam fazer negócios com empresas que não o fazem, uma tendência que crescerá exponencialmente na próxima década.

"Mais e mais empresas, consumidores e cidadãos estão se conscientizando de como seus dados são usados ​​e quem os controla. É essencial que todas as empresas, tanto de tecnologia, quanto os governos, empresas privadas e o ecossistema como um todo trabalhem juntos para que a premissa de que os dados são de clientes ou consumidores seja sempre atingida", completa Fabio Rua, Government & Regulatory Affairs Executive da IBM América Latina.


Destaques
Destaques

IDC: mercado de nuvem pública vai chegar a R$ 15 bilhões em 2020

Mercado de TI brasileiro vai crescer 5,8% impulsioando pelos negócios de clóud computing e pela aceleração do mercado de software. Nuvem privada tem a preferência das grandes empresas e fica com até 25% do orçamento destinado à TI.

BRK Ambiental, CTG Brasil e Via Varejo aderem à nuvem na jornada digital

Empresas implementaram a plataforma SAP S/4HANA para sustentar a estrastégia digital. Os negócios de cloud tiveram forte impacto na receita da SAP Brasil.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Desafios às empresas: Contêineres, Orquestração e Microsserviços

Por Lenildo Morais*

Com o padrão “multi-edge edge computing”, o tráfego e os serviços de TI mudam de uma nuvem centralizada para micro-nuvens espalhadas o mais próximo possível dos usuários. As operadoras terão que oferecer serviços sob demanda, e mesmo em tempo real, para atender a todos os tipos de aplicativos.

Você já pensou no impacto que os seus dados geram no planeta?

Por Gustavo Loiola*

Hoje, são milhares de data centers espalhados pelo Planeta. É engraçado pensar nisso quando hoje falamos da tal da “nuvem" que armazena os nossos dados. Tiramos uma foto? Vai para a nuvem. Postamos no Instagram? Vai para a nuvem. Netflix, Spotify, Deezer? O streaming também está na nuvem.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site