Home - Convergência Digital

Hackers elegem WhatsApp e ataques de phishing sobem 124% no mês de março

Convergência Digital* - 06/04/2020

Os ataques phishing contra dispositivos móveis mais que dobraram no último mês no Brasil, aponta novo levantamento da Kaspersky. De fevereiro a março, a empresa de cibersegurança detectou aumento de 124% neste tipo de golpe - e este crescimento está diretamente ligado às inúmeras mensagens maliciosas circulando no WhatsApp se aproveitando da pandemia. Entre as principais formas utilizadas para ganhar dinheiro, essas mensagens fazem a vítima baixar apps legítimos (sendo remunerado via programas de afiliação) ou roubam os dados pessoais do usuário para usá-los em outros ataques.

"Os cibercriminosos adaptam seus golpes diariamente e mandam mensagens bastante convincentes. No mesmo dia que o governo anunciou o auxílio emergencial , vimos mensagens maliciosas circulando no app de mensagem. Eles se aproveitam da ansiedade da população", afirma Fabio Assolini, analista sênior de segurança da Kaspersky no Brasil.

O especialista acrescenta ainda que a adoção repentina do trabalho remoto nas últimas semanas aumentou a ação dos cibercriminosos. Para as empresas, isso é um risco que pode trazer graves implicações: "Além das consequências diretas à vítima, um incidente pode colocar toda a infraestrutura de uma empresa em risco, caso o dispositivo esteja ligado à rede corporativa - algo que é extremamente comum neste momento de pandemia e restrição domiciliar", alerta Assolini.

Para evitar ser vítima de mensagens de phishing, a Kaspersky recomenda:

• Suspeite sempre de links recebidos por e-mails, SMSs ou mensagens de WhatsApp, principalmente quando o endereço parece suspeito ou estranho.

• Sempre verifique o endereço do site para onde foi redirecionado, endereço do link e o e-mail do remetente para garantir que são genuínos. Para isso, pressione o link até copiá-lo e cole-o no bloco de notas ou no WhatsApp para revisar o endereço do site.

• Verifique se a mensagem é verdadeira acessando o site oficial da empresa ou organização - ou os perfis nas redes sociais.

• Se não tiver certeza de que o site é real e seguro, não insira informações pessoais.

Já para as empresas, a Kaspersky recomenda as seguintes medidas de segurança:

• Além de garantir as ferramentas necessárias para um trabalho remoto seguro, oriente seus funcionários sobre quem eles devem entrar em contato caso haja problemas de TI ou de segurança.

• Realize treinamentos de conscientização de segurança para que os funcionários possam reconhecer um ciberataques, como uma phishing. Isso pode ser feito individualmente e de forma online, em plataformas como o Kaspersky Automated Security Awareness .

• Garanta que todos os dispositivos, programas, aplicativos e serviços estejam nas versões mais recentes e mantenha-os atualizados.

• Tenha cuidado redobrado com os dispositivos móveis, que devem ter recursos anti-roubo ativados, localização, bloqueio e limpeza de dados remotos, bloqueio de tela e senha e autenticação facial ou por biometria. Habilite também controle de aplicativos para assegurar que apenas os apps autorizados sejam instalados.


Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

01/07/2020
Covid-19: ativado o primeiro repositório de dados abertos do Brasil

30/06/2020
Tecnologia foi um dos setores que mais demandou contratação de temporários

29/06/2020
Apenas 15% das PMEs conseguiram crédito durante pandemia de Covid-19

29/06/2020
Autorregulação marca o retorno ao trabalho das empresas de TI em São Paulo

29/06/2020
Demanda por renegociação de contratos de telecom aumenta 30% na pandemia

29/06/2020
Governo monta grupo de TI com Serpro e Dataprev para ações pós Covid-19

26/06/2020
Grupo Fleury: pandemia mostrou que saúde tem de estar 100% conectada

25/06/2020
Justiça do Trabalho acumula 8,6 mil ações relacionadas à Covid-19

24/06/2020
STF confirma que jornada e salário de servidor público não podem ser cortados

24/06/2020
Caixa aproveita contratos não usados e avança na nuvem pública com a Microsoft

Destaques
Destaques

Covid-19 fez smartphone virar agência bancária com 41% das transações financeiras

As transações bancárias feitas por pessoas físicas pelos canais digitais foram responsáveis por 74% do total de operações analisadas em abril, revela a Febraban.

Oi Móvel terá um 'único' dono e Oi não se exclui do jogo do 5G

O CEO da Oi, Rodrigo Abreu, descartou a possibilidade de vender a Oi Móvel 'fatiada' para atender aos interessados: Vivo/TIM e Claro. "Sem chance. O ativo será vendido todo", disse. Sobre o 5G, diz que dependendo do modelo de venda, a Oi entra pensando em B2B, IoT e até para ser MVNO.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Uma escolha de Sofia no leilão de 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

Em um país democrático, como o Brasil, sem análise estratégica, não daria para arriscar em dispor, comercial e tecnologicamente, de “uma cortina de ferro ou uma grande muralha” para restringir fornecedores no mercado de telecomunicações.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site