Home - Convergência Digital

TIM completa cobertura 4G em 100% dos municípios do Paraná e de Santa Catarina

Convergência Digital* - 08/04/2020


A TIM completou a cobertura de todos os 399 municípios do estado do Paraná e os 295 de Santa Catarina com a tecnologia de quarta geração - com a implementação da rede nas cidades de Bom Sucesso do Sul (PR) e Monte Castelo (SC). A operadora reportar estar presente em 3.490 cidades, chegando a mais de 90% da população urbana do País, com destaque para a cobertura total dos estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Espírito Santo.

"Como líderes na cobertura do 4G no Brasil somos os primeiros a levar a tecnologia para 100% dos municípios do Paraná e de Santa Catarina, com um trabalho fortemente voltado para a qualidade de rede e para a eficiência operacional na entrega do acesso à internet móvel mais veloz. Isso reforça nosso compromisso, especialmente nesse momento pelo qual o País atravessa, garantindo a expansão da rede e a conectividade entre as pessoas. Somente no ano passado, o tráfego de dados na rede 4G da operadora ultrapassou 85% - alta de nove pontos percentuais em relação a 2018", comenta Leonardo Capdeville, CTIO da TIM Brasil.

TIM e o 4G no Brasil

Os investimentos da TIM na rede 4G viabilizaram o lançamento de serviços como o VoLTE (voz sobre a rede LTE), que está disponível em 3.448 cidades do Brasil, permitindo chamadas em alta definição; a ativação da rede de quarta geração na faixa de frequência de 700MHz, que já foi ativada em 2.522 municípios do País oferecendo maior penetração em ambientes indoor; além da cobertura de 3.300 cidades com a plataforma habilitadora de soluções de Internet das Coisas - o NB-IoT (Narrow Band IoT) -, no auxílio ao desenvolvimento de soluções inovadoras para cidades inteligentes. A TIM é a primeira operadora a ter cobertura nacional NB-IoT.

Por ser um padrão adotado mundialmente, o NB-IoT pode ampliar em mais de 40% a cobertura tradicional em relação ao uso de smartphones, além de consumir menos bateria, o que é fundamental para aplicações de IoT (Internet das Coisas). E essa é uma dar vertentes adotadas pela operadora em outro grande passo, o ConectarAGRO, que em 2019 - seu primeiro ano de existência - levou conectividade de banda larga 4G da TIM para 5,1 milhões de hectares de áreas rurais do Brasil, superando e meta inicial de 100 mil ha. A solução promovida pela iniciativa usa a faixa de 700 MHz, padrão global que permite a cobertura com melhor compromisso entre cobertura e capacidade.

Fornecida pela operadora, a plataforma de Internet das Coisas é destinada a conexão de dispositivos que exigem uma capacidade menor de transmissão de dados e com baixo consumo de energia, como sensores de solo ou clima. A tecnologia funciona na rede 4G da empresa, disponível em quase 3.500 municípios brasileiros.


Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

02/07/2020
TIM atendeu três milhões de chamadas usando o Watson, na nuvem pública da IBM

26/06/2020
'Dados do bem', para combate à Covid-19, une TIM e rede Open D'Or

19/06/2020
Ministério da Justiça multa TIM em R$ 800 mil por bloqueio após franquia

18/06/2020
Após benção do TCU, Anatel fecha TAC da TIM em R$ 639 milhões

18/06/2020
Como alternativa à multa, Anatel quer 4G da TIM em cidade gaúcha de 3 mil habitantes

04/06/2020
Anatel também rejeita pedido da Claro contra acordo Vivo/TIM

03/06/2020
CADE nega recurso da Claro e aprova compartilhamento entre TIM e Telefônica

28/05/2020
TIM se conecta ao POP internacional da Sparkle em Salvador

19/05/2020
TIM permite o uso do auxílio emergencial para pagamento de faturas e recarga

06/05/2020
TIM negocia mais de 20 parcerias para expandir rede de fibra ótica

Destaques
Destaques

Covid-19 fez smartphone virar agência bancária com 41% das transações financeiras

As transações bancárias feitas por pessoas físicas pelos canais digitais foram responsáveis por 74% do total de operações analisadas em abril, revela a Febraban.

Oi Móvel terá um 'único' dono e Oi não se exclui do jogo do 5G

O CEO da Oi, Rodrigo Abreu, descartou a possibilidade de vender a Oi Móvel 'fatiada' para atender aos interessados: Vivo/TIM e Claro. "Sem chance. O ativo será vendido todo", disse. Sobre o 5G, diz que dependendo do modelo de venda, a Oi entra pensando em B2B, IoT e até para ser MVNO.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Uma escolha de Sofia no leilão de 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

Em um país democrático, como o Brasil, sem análise estratégica, não daria para arriscar em dispor, comercial e tecnologicamente, de “uma cortina de ferro ou uma grande muralha” para restringir fornecedores no mercado de telecomunicações.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site