28/04/2021 às 10:20
Carreira


Busca por desenvolvedores aumenta salários
Convergência Digital

Um estudo realizado pela Intera, HRtech de recrutamento digital, a demanda por desenvolvedores representou 26% das vagas em 2020, sendo 60% para posições seniores, 15% plenos e 25% para especialistas. Já neste 2021, considerando os primeiros meses, já são  17% das vagas abertas, sendo 50% seniores, 15% plenos e 35% especialistas.

O levantamento revelou que, em geral, a média salarial oferecida pelas empresas/startups para Back-End juniores e pleno está acima da expectativa, exceto para cargos mais seniores, em que a oferta estimada pelos candidatos é maior. 

Para vagas de Back-End juniores, as empresas oferecem uma média de R$ 4,5 mil a R$ 5,5 mil, enquanto os profissionais possuem uma expectativa de R$ 3,2 mil e R$ 3,7 mil, e para vagas de nível pleno as empresas oferecem uma faixa de R$ 6,8 mil a R$ 8,5 mil frente a uma expectativa de R$ 7 mil a 7,5 mil dos profissionais. 

No entanto, quando falamos de profissionais sêniores, enquanto as empresas oferecem salários entre R$ 7,7 mil e R$ 10,8 mil, os profissionais estão buscando valores bem acima, entre R$ 12,1 mil e R $12,6 mil. O maior salário registrado para sênior Back-End Engineer ficou em R$ 18 mil. Já a linguagem técnica exigida para ocupar essa vaga era Java, oportunidade com maior salário. Já o menor salário para posição de desenvolvedor Java júnior é de R$ 4 mil.

O estudo, realizado no início deste ano em âmbito nacional, envolveu a participação de mais de 5,33 mil engenheiros de softwares, desenvolvedores e tech leads – com especialidade na área de Back End, dos níveis sênior, pleno e júnior, e mais de 50 empresas clientes da Intera.


Powered by Publique!