Clicky

Convergência Digital - Home

AWS e Google assinam contrato de mais de US$ 1 bi com governo de Israel

Convergência Digital
Convergência Digital - 24/05/2021

O governo de Israel contratou a Amazon Web Services (AWS) e o Google para o fornecimento de serviços em nuvem para o setor público e militar do país, projeto avaliado em mais de US$ 1 bilhão. Há um mês, a AWS e o Google ganharam uma licitação, vencendo a Microsoft, a Oracle e a IBM para a condução do projeto, dividido em quatro fases, e batizado de "Nimbus".

Funcionários do Ministério das Finanças disseram que esperavam começar a mover dados para a nuvem em até dois meses, mas não será um sistema centralizado, uma vez que existem dois provedores, enquanto alguns dados não serão colocados na nuvem. As quatro fases do projeto incluem aquisição e construção de infraestrutura em nuvem, formulação de política governamental para migração para a nuvem, integração e migração e controle e otimização da atividade em nuvem.

O Nimbus é um projeto plurianual que visa fornecer uma solução abrangente para o fornecimento de serviços em nuvem para o governo, o sistema de defesa e outros grupos da economia, disse o ministério.

Ele observou que a disponibilidade de serviços em nuvem em Israel permitirá uma transferência significativa de serviços governamentais para capitalizar as vantagens tecnológicas na nuvem para melhorar os serviços aos cidadãos e aumentar a eficiência econômica. Também ajudará a promover a inovação de Israel e encorajar a criação de um ecossistema em tecnologias de nuvem, acrescentou. Pelo acordo, Google e Amazon se comprometem a fazer compras recíprocas e cooperação industrial em Israel equivalente a 20% do valor do contrato.

Outra licitação está em andamento para contemplar a terceira parte do projeto, na qual dezenas de fornecedores locais serão selecionados para auxiliar na migração de sistemas governamentais para a nuvem e no desenvolvimento de sistemas no ambiente nuvem.


Destaques
Destaques

TIM elege a nuvem e mira não ter mais datacenter em 2023

Ao assumir estar no meio de uma jornada para ser uma operadora 100% baseada em dados, a CIO da TIM Brasil, Auana Mattar, conta como é trabalhar com três provedores: Google, Microsoft e Oracle. Ao participar do SAS Telco Summit 2021, a executiva observou: é importante estudar as aplicações e como elas se comunicam antes de migrá-las para computação em nuvem.

Inteligência Artificial: Com estratégia certa, impacto de quatro pontos no PIB do Brasil até 2030

A inteligência artificial exige que se forme e qualifique profissionais no país, advertem especialistas. Para eles, a IA evoluiu e já passou da etapa de experimentação pra uso industrial. Para Fábio Cozman, da USP, a IA leva o país para a Sociedade 5.0, quando máquinas e seres humanos vão interagir de forma harmoniosa.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Como ter nuvem sem reescrever sistemas e adequada à LGPD

Por Marco Wenna*

Como auditar e reescrever linhas de código em tempo hábil para essas migrações para a nuvem a um custo factível para que todas as linhas de código estejam em conformidade com a Lei Geral de Proteção a Dado? Esse é um desafio presente.

Serviços SaaS, proteção de dados e a LGPD

Por Eder Miranda*

Ter um plano abrangente de proteção adicional de dados para as plataformas SaaS é vital para os negócios, uma vez que as empresas não podem abrir sem ter o controle sobre o que está sendo protegido e sobre a maneira como isso está sendo feito pelos fornecedores de software como serviço.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site