Clicky

Convergência Digital - Home

CGU passa a armazenar dados no Brasil com novo datacenter da Microsoft

Convergência Digital
Convergência Digital - 18/11/2020

A Microsoft informou nesta quarta, 18/11, que com a instalação de um novo datacenter no Brasil, no Rio de Janeiro, clientes como a Controladoria Geral da União (CGU) passarão a ter seus principais dados de clientes armazenados localmente nas próximas semanas.

“Com a disponibilização do Microsoft 365 nesta nova região, a parceria com a Microsoft nos permitirá armazenar dados no Brasil. Essa iniciativa chega em um momento em que a transformação digital se torna ainda mais imprescindível possibilitando agilidade e respostas seguras”, afirma o diretor de Tecnologia da Informação da CGU, Henrique Rocha.

Segundo a MS, a partir de hoje a empresa disponibilizará serviços do Microsoft 365 com dados de clientes armazenados em repouso no Brasil para os principais serviços online, incluindo conteúdo do cliente no Exchange Online, SharePoint Online e OneDrive for Business. Os bate-papos do Microsoft Teams, mídia, imagens e dados de gravação de reuniões também serão armazenados no país. 

“A disponibilidade do Microsoft 365 na nova geografia no Brasil dá suporte às empresas para implementar inovação em seus respectivos setores e mover seus negócios para a nuvem, ajudando a atender às necessidades regulatórias, de segurança e de conformidade”, diz a Microsoft. 

O Microsoft 365 Multi-Geo também estará disponível na nova geografia do Brasil até o primeiro trimestre de 2021. Este serviço permite que os clientes configurem as geografias onde seus dados de usuário do Microsoft 365 são armazenados em repouso, por usuário, tudo em um único local. A Microsoft continuará a estender os recursos de suas ofertas globais, oferecendo Dynamics 365 e Power Platform do Brasil no primeiro semestre de 2021. 


Destaques
Destaques

TIM elege a nuvem e mira não ter mais datacenter em 2023

Ao assumir estar no meio de uma jornada para ser uma operadora 100% baseada em dados, a CIO da TIM Brasil, Auana Mattar, conta como é trabalhar com três provedores: Google, Microsoft e Oracle. Ao participar do SAS Telco Summit 2021, a executiva observou: é importante estudar as aplicações e como elas se comunicam antes de migrá-las para computação em nuvem.

Inteligência Artificial: Com estratégia certa, impacto de quatro pontos no PIB do Brasil até 2030

A inteligência artificial exige que se forme e qualifique profissionais no país, advertem especialistas. Para eles, a IA evoluiu e já passou da etapa de experimentação pra uso industrial. Para Fábio Cozman, da USP, a IA leva o país para a Sociedade 5.0, quando máquinas e seres humanos vão interagir de forma harmoniosa.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Como ter nuvem sem reescrever sistemas e adequada à LGPD

Por Marco Wenna*

Como auditar e reescrever linhas de código em tempo hábil para essas migrações para a nuvem a um custo factível para que todas as linhas de código estejam em conformidade com a Lei Geral de Proteção a Dado? Esse é um desafio presente.

Serviços SaaS, proteção de dados e a LGPD

Por Eder Miranda*

Ter um plano abrangente de proteção adicional de dados para as plataformas SaaS é vital para os negócios, uma vez que as empresas não podem abrir sem ter o controle sobre o que está sendo protegido e sobre a maneira como isso está sendo feito pelos fornecedores de software como serviço.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site