Clicky

Convergência Digital - Home

Mercado global de nuvem vai superar R$ 5 trilhões em 2024

Convergência Digital
Convergência Digital - 23/10/2020

A pandemia COVID-19 provou ser um acelerador da adoção e extensão da nuvem e continuará a impulsionar uma conversão mais rápida para a TI centrada na nuvem. De acordo com uma nova previsão de nuvem total da International Data Corporation (IDC), o gasto total mundial em serviços em nuvem, os componentes de hardware e software que sustentam os serviços em nuvem e as oportunidades de serviços profissionais e gerenciados em torno dos serviços em nuvem ultrapassarão US$ 1 trilhão (R$ 5,6 trilhões) em 2024, sustentando um taxa de crescimento anual composta de dois dígitos (CAGR) de 15,7%.

"A nuvem em todas as suas permutações - hardware / software / serviços / como um serviço, bem como público / privado / híbrido / multi / borda - desempenhará funções cada vez maiores e até dominantes em toda a indústria de TI no futuro previsível", disse Richard L. Villars, vice-presidente de grupo de Pesquisa Mundial da IDC. "Até o final de 2021, com base nas lições aprendidas na pandemia, a maioria das empresas colocará um mecanismo em prática para acelerar sua mudança para a infraestrutura digital centrada na nuvem e os serviços de aplicativos duas vezes mais rápido do que antes da pandemia."

O crescimento mais forte nas receitas de nuvem virá na categoria de serviço - serviços em nuvem públicos (compartilhados) e serviços em nuvem dedicados (privados). Esta categoria, que também é a maior categoria em termos de receita geral, tem previsão de entregar um CAGR de cinco anos de 21,0%. Em 2024, a categoria como serviço representará mais de 60% de todas as receitas de nuvem em todo o mundo.

A categoria de serviços, que inclui serviços profissionais relacionados à nuvem e serviços de gerenciamento relacionados à nuvem, será a segunda maior categoria em termos de receita, mas terá o crescimento mais lento com um CAGR de 8,3%. Isso se deve a uma variedade de fatores, incluindo maior uso de automação em migrações para a nuvem. A menor categoria de nuvem, construção de infraestrutura, que inclui hardware, software e suporte para nuvens privadas corporativas e nuvens públicas de provedores de serviços, terá um crescimento sólido (11,1% CAGR) durante o período de previsão.


Destaques
Destaques

TIM elege a nuvem e mira não ter mais datacenter em 2023

Ao assumir estar no meio de uma jornada para ser uma operadora 100% baseada em dados, a CIO da TIM Brasil, Auana Mattar, conta como é trabalhar com três provedores: Google, Microsoft e Oracle. Ao participar do SAS Telco Summit 2021, a executiva observou: é importante estudar as aplicações e como elas se comunicam antes de migrá-las para computação em nuvem.

Inteligência Artificial: Com estratégia certa, impacto de quatro pontos no PIB do Brasil até 2030

A inteligência artificial exige que se forme e qualifique profissionais no país, advertem especialistas. Para eles, a IA evoluiu e já passou da etapa de experimentação pra uso industrial. Para Fábio Cozman, da USP, a IA leva o país para a Sociedade 5.0, quando máquinas e seres humanos vão interagir de forma harmoniosa.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Como ter nuvem sem reescrever sistemas e adequada à LGPD

Por Marco Wenna*

Como auditar e reescrever linhas de código em tempo hábil para essas migrações para a nuvem a um custo factível para que todas as linhas de código estejam em conformidade com a Lei Geral de Proteção a Dado? Esse é um desafio presente.

Serviços SaaS, proteção de dados e a LGPD

Por Eder Miranda*

Ter um plano abrangente de proteção adicional de dados para as plataformas SaaS é vital para os negócios, uma vez que as empresas não podem abrir sem ter o controle sobre o que está sendo protegido e sobre a maneira como isso está sendo feito pelos fornecedores de software como serviço.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site