Clicky

GESTÃO

Edital mantém 48 empregos do Ceitec e prevê orçamento de R$ 20 milhões para OS

Luís Osvaldo Grossmann ... 16/06/2021 ... Convergência Digital

O Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação publicou nesta quarta, 16/6, o edital para a seleção da Organização Social que vai incorporar a propriedade intelectual do Ceitec, a estatal do chip que o governo federal pretende fechar até o começo de 2022. Dos cerca de 160 funcionários, a previsão é que 48 sejam contratados pela OS.

O calendário do edital indica que o governo deverá assinar um contrato de gestão com a OS em cerca de 180 dias. O prazo inclui 50 dias a partir da divulgação do edital para a apresentação de propostas, cerca de duas semanas para recursos, outros 50 dias para avaliação dos documentos e entre 35 a 55 dias adicionais para o resultado final.

Como já  indicado pelo governo, o edital faz um corte nos recursos previstos para a sustentação da OS – que eram R$ 30 milhões por ano conforme os estudos que embasaram a decisão de liquidar a estatal, mas passaram para R$ 20 milhões por ano, e somente durante os primeiros quatro anos. Nesse período, a OS deverá garantir autonomia financeira “de fontes públicas e privadas, nacionais ou estrangeiras”.

Dos 167 funcionários que o Ceitec tinha em dezembro de 2020, o edital prevê que deverão ser contratados pela organização social “no mínimo 50% do pessoal do cargo efetivo de nível superior de ‘Especialista em Tecnologia Eletrônica Avançada – ETEA’, que atuavam na Superintendência de Produto, Pesquisa e Desenvolvimento.

Como a data referência para a definição desse montante é 15 de dezembro de 2020, tratam-se de 48 funcionários. O edital prevê que os contratos “devem observar o valor de mercado e serem efetivados em até 3 meses após a assinatura do Contrato de Gestão”, e que a OS deve “assegurar estabilidade para os contratos pelo prazo mínimo de dois anos”.

O edital também lista os bens tangíveis e intangíveis do Ceitec que serão assumidos pela OS. São, conforme já listado pelo MCTI, 36 patentes de invenção, 3 modelos de utilidade, 11 registros de desenhos industriais, 5 registros de topologia de circuitos integrados, 8 projetos de microeletrônica, 15 projetos de P&D com empresas e instituições de ensino, além de licenças de software e ferramentas de projeto.

Em que pese a redução orçamentária, a ideia é que a OS execute, e amplie, as atividades que o Ceitec realizava. Isso envolve desenvolver solução, projeto ou versão de circuitos integrados, microeletrônica ou nanotecnologia; implementar soluções de hardware customizado e software embarcado para aplicações em prototipação rápida; além de consultoria técnica, testes de conformidade, medição, calibração, certificação de produtos, normalização, aferição de ensaios e testes de padrões, aplicáveis a instrumentos, equipamentos e produtos.

E como já fora sugerido pelo MCTI, tudo indica que a OS vai acabar pagando pelo aluguel da sala limpa do Ceitec, que o processo de liquidação vai tentar alienar – até porque o descomissionamento custa algo na ordem de R$ 300 milhões. Segundo o edital, “não é necessário que a Organização Social qualificada tenha sua própria ‘sala limpa’, contudo é fundamental que tenha ao menos uma parceria para uso com alguma entidade, que possua a referida infraestrutura, compatível com a proposta apresentada”.


Carreira
Brasileira é a melhor entre as meninas na Olimpíada Internacional de Informática

Carolina Moura Valle Costa, de São Paulo (SP), tem 17 anos e está no terceiro ano do ensino médio. Ela ficou com bronze na IOI deste 2021 e já tem ouros e pratas em competições brasileiras e europeias. 

ERP: dados só servem se virarem informação para o negócio

Na jornada digital, o ERP dá ao cliente a resposta em tempo real

O uso do ERP foi crucial para dar transparência e agilidade aos sistemas para as cobranças efetivas dos clientes, afirma o CFO da Lipson Cosméticos, Marco Magalhães. Já Marcelo Cabral, da Agasus, diz que um portal de comércio eletrônico está sendo viabilizado para acelerar as vendas dos equipamentos seminovos.

Gastos com obrigações da LGPD geram créditos de PIS e COFINS

A decisão foi da da 4ª Vara Federal de Campo Grande (MS) e abre um precedente relevante nesse momento de adequação à legislação. Procuradoria Geral da Fazenda Nacional vai recorrer da decisão.

Internet representa metade do faturamento para os MEI

Segundo pesquisa do Sebrae e da FGV, um terço dos microeempreendores individuais usa canais online para mais de 50% das vendas. WhatsApp é o canal preferido de inserção no mundo virtual com 88% de adesão.




  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G