Clicky

GESTÃO

Teletrabalho fica longe de ser a melhor opção das PMEs

Convergência Digital ... 27/04/2021 ... Convergência Digital

Trabalhadores de pequenas e médias empresas que migraram para o home office indicam que o trabalho híbrido – que alterna o trabalho remoto e presencial– como o método ideal para o pós-pandemia. É o que indica a nova pesquisa realizada pelo Capterra para identificar o estado do trabalho remoto nas PMEs.

O estudo ouviu 994 pessoas de todo o país para identificar tendências do trabalho no pós-pandemia, desde o aumento na produtividade à adoção de softwares para trabalho remoto. Quem pôde experimentar o trabalho remoto, agora prefere ajornada híbrida: 66% declararam sua preferência por trabalhar nesta modalidade no pós-pandemia, comprovando que o home office parece ser um caminho sem volta. 

O teletrabalho, no entanto, não foi estendido a todos, uma vez que 51% dos entrevistados declararam que continuaram a trabalhar da mesma maneira no escritório, mesmo com a pandemia. Por outro lado, 42% dos funcionários de PMEs relataram que migraram para a modalidade a distância – e 7% já trabalhavam de casa e mantiveram a rotina laboral em seus lares. 

Para 12% dos funcionários seria melhor trabalhar totalmente de maneira remota e outros 22% preferem trabalhar totalmente na sede da empresa ou no local de trabalho. Além disso, 41% dos que deixaram o escritório julgam ser mais produtivos trabalhando de casa, enquanto para 35% a produtividade é praticamente a mesma fora do ambiente clássico de trabalho.

Entre os fatores que mais prejudicaram os que dizem produzir menos no home office, destaca-se a distração em casa, liderando em 68% dos casos; em seguida, a dificuldade por estar distante de seu superior e colegas do time (38%) e os empecilhos para estar por dentro de tudo (37%) também foram problemas citados.


Na jornada digital, o ERP dá ao cliente a resposta em tempo real

O uso do ERP foi crucial para dar transparência e agilidade aos sistemas para as cobranças efetivas dos clientes, afirma o CFO da Lipson Cosméticos, Marco Magalhães. Já Marcelo Cabral, da Agasus, diz que um portal de comércio eletrônico está sendo viabilizado para acelerar as vendas dos equipamentos seminovos.

Internet representa metade do faturamento para os MEI

Segundo pesquisa do Sebrae e da FGV, um terço dos microeempreendores individuais usa canais online para mais de 50% das vendas. WhatsApp é o canal preferido de inserção no mundo virtual com 88% de adesão.

Serpro: acordo coletivo tem abono de R$ 2 mil e reajuste de 5,3%

Segundo a Fenadados, acordo só foi possível a partir da mediação do Tribunal Superior do Trabalho. Reajuste equivale a 70% do INPC 2020/2021.

Vivo tem meta que sua cadeia de fornecedores seja net zero até 2040

A operadora mobilizou seus fornecedores que possuem atividades intensivas em CO2, para reduzirem suas emissões de gases de efeito estufa. A meta global da companhia é diminuir em 39% as emissões em sua cadeia de valor, o chamado escopo 3, até 2025 e zerar as emissões líquidas até 2040.




  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G