Clicky

GOVERNO » Política Industrial

Governo promete nova Emenda Constitucional para Lei de Informática

Luís Osvaldo Grossmann ... 11/03/2021 ... Convergência Digital

Depois da nota do Ministério da Economia que prometeu preservar a Lei de Informática dos cortes sobre incentivos fiscais, como previsto na PEC 186/19, o governo indicou que vai dar a essa legislação o mesmo status constitucional que protege o Polo Industrial de Manaus. O movimento busca garantir apoio para evitar mudanças além das combinadas na PEC Emergencial. 

“Estamos hoje construindo a votação do segundo turno da PEC Emergencial e no acordo de hoje está, além dos destaques que foram anotados para dar progressão a todos os servidores públicos, também está um acordo no sentido de que a Lei da Informática virá no plano de redução de incentivos fiscais, previstos na PEC, que a Lei da Informática será preservada integralmente. Não haverá alteração, o plano trará a Lei de Informática integralmente”, afirmou o líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR), durante a votação, nesta quinta, 11/3, da PEC em segundo turno. 

Adicionalmente, o líder do governo prometeu incluir os benefícios da Lei de Informática na Constituição. “Como a Zona Franca de Manaus ficou preservada no texto da PEC, portanto o incentivo fiscal de Manaus tem status constitucional, nós nos comprometemos a fazer uma nova emenda constitucional que trará os incentivos da Lei de Informática o mesmo nível hierárquico em que está a Zona Franca de Manaus.”

Como completou, “isso traz segurança jurídica para todos que investem nesse setor. E o Brasil é competitivo. É o segundo maior produtos de smartphones, tablets e computadores depois da China. A Lei de Informática é muito importante para o Brasil e vamos preservá-la.”

O primeiro-vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos (PL-AM), afirmou que o acordo para preservar os incentivos da Lei de informática tem o apoio da Bancada do Amazonas. "Nós seríamos beneficiados por que a Zona Franca de Manaus atrairia investimentos, com perdas para Pernambuco, São Paulo, Minas Gerais e outros estados. Mas firmamos um pacto de equilíbrio entre as duas leis, da Zona Franca e de Informática", disse.


Venda do Serpro traz insegurança jurídica e uso indevido de dados

Análise da Data Privacy Brasil aponta para necessidade de envolvimento da ANPD e ausência de exemplo internacional que justifique a privatização da empresa de TI do governo. 

Serviços digitais: RS lidera oferta. São Paulo e Rio decepcionam. DF não manda dados

Bahia, Paraná e Paraíba também se destacaram no Índice de Oferta de Serviços Públicos Digitais dos Governos Estaduais e Distrital, organizado pela ABEP-TIC.

Salvador é a sétima capital a aderir ao Gov.br

Plataforma dispõe de uma rede para impulsionar e integrar as iniciativas por um governo 100% digital. Distrito Federal, 12 estados e 42 municípios já aderiram.

Banco Itaú é multado em R$ 9,6 milhões por uso irregular de dados

Sanção foi aplicada pelo Ministério da Justiça ao braço de empréstimos consignados da instituição, advindo da compra do BMG, e aponta para violações à privacidade, consentimento, e exclusão de dados, todas previstas no Marco Civil da Internet.

Dell: proteção de dados exige pilares na segurança cibernética

“Ataques estão mais sofisticados enquanto as pessoas e as empresas mais expostas. Precisamos de avançar na cultura da segurança cibernética”, observou o diretor da Dell para setor público, Bruno Assaf.



  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G