Clicky

INOVAÇÃO

Open RAN precisa ser open source para garantir inovação

Luís Osvaldo Grossmann ... 18/06/2021 ... Convergência Digital

Open RAN é open source, afirma o global account manager da Red Hat, Ricardo Gulla. Para o executivo, que participou do e-Fórum Open RAN, realizado pela Network Eventos, são conceitos ligados pela filosofia aberta, que combina a multiplicidade de potenciais fornecedores para as novas redes de telecomunicações com o variado ecossistema de desenvolvedores de TI de código aberto.

“Open RAN é open source. Se a gente olha para a Open RAN Alliance, para o TIP Project, para o O-RAN, é algo que tem sentido dentro do contexto open source. A inovação, a agilidade, a metodologia do open source, tudo isso tem a ver com o Open RAN. É possível fazer sem open source? Algumas empresas poderão fazer com software proprietário e ter interfaces interoperáveis. Mas não vai ser a mesma inovação, vai quebrar o conceito”, disse Gulla.

Para ele, “se tem um software em conceito proprietário, como todo o conceito está baseado em open source, alguém vai trazer uma coisa melhor. Porque o open source é sabidamente algo que traz muito mais inovação, pela quantidade de gente que tem trabalhando. Então, sem dúvidas, Open RAN é open source”.

Ao discutir o panorama do Open RAN e como os mundos de TI e telecom se combinam, Gulla destacou que “trabalhar com Open Source tem toda uma filosofia de inovação, colaborar com uma comunidade que é muito maior que qualquer fabricante pode ter”.

“São milhões de pessoas em diferentes indústrias que trazem uma riqueza enorme para o open source. E segurança sempre foi um ponto chave. Por ser open source, todos conhecem a cadeia de valor, é aberto. Quem conhece um pouco de software pode baixar e entender – e obviamente hackers tentam buscar vulnerabilidades. Por isso, quem trabalha com open source tem conceito de segurança desde o início. O open source já traz interoperabilidade e standarização em seu DNA.”


Substituto do supercomputador Tupã consome menos energia, mas tem capacidade restrita

Nova máquina contratada para substituir o supercomputador - que deverá entrar em atividade num prazo de até 90 dias-  não terá capacidade para fazer previsões climáticas de longo prazo por barreira técnica.

Finep vai acelerar 10 startups, com R$ 150 mil para cada projeto

Entre os diversos temas estratégicos desejados figuram 5G, cidades inteligentes, indústria 4.0 e internet das coisas. Programa se dará em três fases, cada uma de 40 dias.

Brasileiro é eleito para seleto clube de fellows em gerenciamento da informação

Walter Koch foi nomeado em abril pela Association for Intelligente Information Management (AIIM). Em entrevista ao Convergência Digital, Koch fala sobre Inteligência Artificial, ética e viés.

Open RAN precisa ser open source para garantir inovação

“A inovação, a agilidade, a metodologia do open source, tudo isso tem a ver com o Open RAN. Pode até tentar fazer proprietário, mas quebra o conceito”, afirma o global account manager da Red Hat, Ricardo Gulla.

Open RAN é oportunidade para Brasil em software e equipamentos de rádio

“Aposto no software para virtualização e na parte de rádio como áreas em que o Brasil pode se posicionar não só nacionalmente, mas no mercado internacional”, afirma o diretor do Inatel, Carlos Nazareth Marins.



  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G