Clicky

INOVAÇÃO

PIX faz do Brasil oitavo país do mundo com mais transações instantâneas

Convergência Digital ... 12/04/2021 ... Convergência Digital

Mais de 70,3 bilhões de transações de pagamentos em tempo real foram processadas globalmente em 2020, um aumento de 41% em relação ao ano anterior, revela um novo relatório global da ACI Worldwide e GlobalData. O lançamento do PIX no Brasil o colocou no top 10 dos países que geram transações em tempo real - com 1,3 bilhão de transações, impulsionando um aumento de 58% em relação ao ano anterior, de 2019 a 2020.

Com milhões de pessoas no mundo inteiro tendo que mudar a forma como trabalham e vivem - e a forma como fazem compras e pagam - a adoção de carteiras móveis subiu para uma alta histórica de 46% (Brasil - 61%) em 2020, acima dos 40,6% (Brasil - 58%) em 2019 e 18,9% (Brasil - 14%) em 2018. Países como Brasil, México e Malásia, onde muitas pessoas historicamente contavam com dinheiro em espécie, são agora alguns dos mais rápidos a adotar carteiras móveis.

A Índia manteve a primeira posição com 25,5 bilhões de transações de pagamentos em tempo real, seguida pela China com 15,7 bilhões de transações; a Coréia do Sul está em 3º lugar com 6 bilhões, a Tailândia em 4º com 5,2 bilhões e o Reino Unido está em 5º lugar com 2,8 bilhões. A Nigéria aparece em 6º lugar com 1,9 bilhão de transações, Japão em 7º com 1,7 bilhão de transações.

O Brasil passou a ocupar a oitava posição nesse ranking com o lançamento do PIX, com 1,3 bilhão de transações impulsionando um aumento de 58% em relação ao ano anterior de 2019 a 2020. A previsão de crescimento é de 25,3% CAGR em 5 anos. EUA ocupam o 9° lugar com 1,2 bilhão de transações, e o México o 10°, com 942 milhões. 

A participação em tempo real das transações eletrônicas globais em 2020 foi de 9,8%, contra 7,6% em 2019. As previsões apontam para que seja de 17,4% em 2025. No caso do Brasil, o crescimento elevou esse tipo de transação para 3,5% em 2020, acima dos 2,3% em 2019.

Já o valor das transações em tempo real aumentou 32,8% de 2019, passando de US$ 69 trilhões para US$ 92 trilhões, com crescimento anual de 12% até 2025. No Brasil, o aumento dos valores foi de 12% sobre 2019, passando de US$ 1,4 trilhão para US$ 1,66 trilhão. 

Lançada pela primeira vez em 2020, a pesquisa analisa em tempo real os volumes e as previsões globais de pagamento de conta-a-conta em 48 mercados globais. Ela projeta uma taxa de crescimento anual composta (CAGR) para o volume de transações de pagamento em tempo real de 23,6% de 2020 a 2025.


Cloud Computing
Tribanco, do Grupo Martins, alia IA e nuvem para jornada digital

Projeto vai transformar um processo que hoje é feito por seus clientes varejistas de forma manual, como a aprovação de crédito e monitoramento e cobrança, em operações de negócios ágeis com conectividade e agilidade na tomada de decisão.

Substituto do supercomputador Tupã consome menos energia, mas tem capacidade restrita

Nova máquina contratada para substituir o supercomputador - que deverá entrar em atividade num prazo de até 90 dias-  não terá capacidade para fazer previsões climáticas de longo prazo por barreira técnica.

Finep vai acelerar 10 startups, com R$ 150 mil para cada projeto

Entre os diversos temas estratégicos desejados figuram 5G, cidades inteligentes, indústria 4.0 e internet das coisas. Programa se dará em três fases, cada uma de 40 dias.

Brasileiro é eleito para seleto clube de fellows em gerenciamento da informação

Walter Koch foi nomeado em abril pela Association for Intelligente Information Management (AIIM). Em entrevista ao Convergência Digital, Koch fala sobre Inteligência Artificial, ética e viés.

Open RAN precisa ser open source para garantir inovação

“A inovação, a agilidade, a metodologia do open source, tudo isso tem a ver com o Open RAN. Pode até tentar fazer proprietário, mas quebra o conceito”, afirma o global account manager da Red Hat, Ricardo Gulla.

Open RAN é oportunidade para Brasil em software e equipamentos de rádio

“Aposto no software para virtualização e na parte de rádio como áreas em que o Brasil pode se posicionar não só nacionalmente, mas no mercado internacional”, afirma o diretor do Inatel, Carlos Nazareth Marins.



  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G