Clicky

Home - Convergência Digital

CPQD é o primeiro centro da América Latina a trabalhar com aplicativos na plataforma RIC

Convergência Digital - 11/02/2021

A Nokia anunciou nesta quinta-feira, 11/02, parceria com o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPQD) do Brasil, para desenvolver aplicativos e soluções de Open RAN (O-RAN)  para controle inteligente de redes de acesso (Radio Intelligent Controller, RIC).

O acordo tem como foco o desenvolvimento de casos de uso em 5G, como acesso fixo sem fio (Fixed Wireless Access, FWA), cidades inteligentes, Internet das Coisas para Indústria 4.0 e redes de missão crítica, customizados para o mercado brasileiro e em colaboração com as operadoras móveis clientes da Nokia no Brasil. O CPQD é o primeiro centro de pesquisa da América Latina a trabalhar em aplicativos para a plataforma RIC.

 A partir da solução da Service Enablement Platform (SEP), da Nokia, que combina os recursos do RIC a uma computação de borda de multiacesso (Multi-access edge computing, MEC), a parceria foi projetada para criar casos de uso inovadores para a borda da rede, viabilizados pela solução otimizada e aberta da Nokia, AirFrame, para o servidor de borda, de modo que o CPQD possa explorar o potencial do 5G em oferecer um desempenho de rede superior, com segurança, menor consumo de energia e maior confiabilidade.

A solução SEP, da Nokia, habilita o desevolvimento de casos de uso inovadores mais perto da RAN. É executada no data center e pode compartilhar infraestrutura com Cloud RAN ou com outras funções virtualizadas de rede, por usar recursos abertos de API para tornar possível um ambiente de nuvem edge ágil e dinâmico, para um processo de inovação seguro com o ecossistema e seus participantes. A solução AirFrame, da Nokia, oferece infraestrutura de nuvem segura e de alta performance para ambientes internos e  externos.

RIC é uma tecnologia virtualizada de otimização em 5G que adiciona programabilidade ao RAN e torna possível o desenvolvimento de Inteligência Artificial  e Aprendizado de Máquina, bem como novos serviços. Tambem fornece uma estrutura para implementação de aplicativos provenientes de várias fontes. A plataforma RIC fornece funções e interfaces que aumentam as possibilidades de otimização, automação e permitem implementações de serviço mais rápidas e flexíveis.

 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

14/07/2021
Small Cell Forum defende padrão global para redes RAN

13/07/2021
Open RAN avança no Oriente Médio atento ao 4G e ao 5G

02/07/2021
Open RAN: banimento da Huawei no 5G respinga para Nokia e Ericsson

25/06/2021
Reino Unido, contra Huawei, investe 1 milhão de euros em piloto de Open RAN

18/06/2021
Open RAN Brasil: certificação deve ser global e não pela Anatel

18/06/2021
TIM Brasil: 5G Standalone prepara o caminho para o Open RAN 5G

18/06/2021
Open RAN é oportunidade para Brasil em software e equipamentos de rádio

18/06/2021
Sem móvel, Oi quer ser provedor de Open RAN na infraestrutura

18/06/2021
Red Hat: para ser cloud nativa, uma tele precisa mais do que transformação digital, precisa de nova cultura

18/06/2021
Teles pressionam para 'quebrar' standard e provocam colapso em TI e Telecom

Destaques
Destaques

5G vai gerar até US$ 5 trilhões ao PIB mundial

Em 2020, em plena pandemia, as tecnologias e serviços móveis contribuíram com US$ 4,4 trilhões do PIB global, um incremento de pouco mais de 7% em relação a 2019, revela a GSMA. Ano passado, o mundo contabilizou 5,2 bilhões de assinantes móveis, ou 67% da população mundial.

Open RAN é para 5G senão vai ter muita confusão entre fornecedores

Há uma determinação que Open RAN é release 16, então o Open RAN não será para o 4G, sustenta o head de tecnologia da Nokia para América Latina, Wilson Cardoso. "Um bite errado, simplesmente não vai funcionar", adverte.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

A urgência do 5G: Mais que eficiência, uma necessidade

Por Vinicius Marchese*

Imagine uma construção com guindastes de torres inteligentes, controle multidimensional, drones monitorando o projeto em tempo real e que, inclusive, permitem que a equipe de engenheiros faça intervenções no projeto em tempo real para evitar possíveis erros. Esta descrição pode não estar só na sua imaginação. Ela já é uma realidade no mundo graças ao 5G.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site