Clicky

Home - Convergência Digital

No 5G, Oi desponta como 'azarão' na faixa de 26GHz

Ana Paula Lobo - 13/04/2021

A Oi não vai disputar o 5G para a oferta ao consumidor final, até porque a tele vendeu sua operação móvel à TIM, Vivo e Claro. Mas pode vir a ser um 'azarão' no leilão da faixa de 26 GHz, com espectro mmWave. A afirmação foi feita pelo CEO da Oi, Rodrigo Abreu, ao participar de teleconferência, nesta terça-feira, 13/04, para explicar a operação de venda da InfraCo, a unidade de fibra ótica para o fundo do BTG Pactual, por R$ 12,9 bilhões.

"Não vamos atender ao cliente final com o 5G, mas temos interesse em ter espectro para fazer banda larga fixa wireless", adiantou Abreu. Ele também falou sobre a InfraCo dizendo que a empresa poderia também participar para ampliar o backhaul. "Não faz sentido pensar o 5G como alternativa para chegar ao cliente final. Mas faz, sim, como ter uma opção a mais de espectro para banda larga fixa sem fio", pontuou o CEO da Oi.

Abreu, no entanto, foi cauteloso para cravar ou não a presença da Oi no certame. Disse que a operadora vai aguardar a publicação dos preços e do edital final do leilão - ainda em análise no Tribunal de Contas da União.

O leilão de 26Ghz programado pela Anatel prevê a venda de 1GHz, sendo leiloados 5 blocos nacionais e 3 blocos regionais de 400 Mhz, aqui com a agência reguladora atenta a possível participação dos provedores de Internet. Caso não apareçam interessados, a Anatel fará uma nova rodada com 10 blocos nacionais e 6 regionais, agora, com 200 Mhz.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

26/07/2021
FCC, enfim, entrega licenças 5G na faixa de 3,7 GHz

26/07/2021
CADE quer mais detalhes da venda da Oi Móvel para Vivo, Claro e TIM

23/07/2021
Economia: Leilão do 5G será o 'gol de placa' das privatizações

23/07/2021
Porto de Santos vai receber 5G em piloto do governo

22/07/2021
Teles da Espanha pagam R$ 6,7 bilhões por 5G em 700 MHz

21/07/2021
AT&T: Primeira cidade inteligente em 5G será na capital dos EUA

20/07/2021
Oi recebe certificado Women on Board por fomentar diversidade em seu quadro de conselheiros

20/07/2021
OpenRAN: o novo capítulo da guerra fria da globalização e do poder no 5G

19/07/2021
Oi vai para a arbitragem com a Anatel por conta da concessão da telefonia fixa

19/07/2021
Anatel certifica tecnologia nacional para bloquear sinal 5G nos presídios

Destaques
Destaques

5G vai gerar até US$ 5 trilhões ao PIB mundial

Em 2020, em plena pandemia, as tecnologias e serviços móveis contribuíram com US$ 4,4 trilhões do PIB global, um incremento de pouco mais de 7% em relação a 2019, revela a GSMA. Ano passado, o mundo contabilizou 5,2 bilhões de assinantes móveis, ou 67% da população mundial.

Open RAN é para 5G senão vai ter muita confusão entre fornecedores

Há uma determinação que Open RAN é release 16, então o Open RAN não será para o 4G, sustenta o head de tecnologia da Nokia para América Latina, Wilson Cardoso. "Um bite errado, simplesmente não vai funcionar", adverte.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

A urgência do 5G: Mais que eficiência, uma necessidade

Por Vinicius Marchese*

Imagine uma construção com guindastes de torres inteligentes, controle multidimensional, drones monitorando o projeto em tempo real e que, inclusive, permitem que a equipe de engenheiros faça intervenções no projeto em tempo real para evitar possíveis erros. Esta descrição pode não estar só na sua imaginação. Ela já é uma realidade no mundo graças ao 5G.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site