28/04/2021 às 09:45
Internet Móvel 3G / 4G


Sob pressão dos EUA, lucro da Huawei volta a cair no primeiro trimestre de 2021
Convergência Digital*

A Huawei voltou a sentir o impacto das restrições comerciais dos EUA durante o primeiro trimestre deste 2021, embora a unidade de dispositivos da empresa tenha ajudado no faturamento.  Em sua declaração de lucros, o presidente rotativo Eric Xu observou que 2021 seria um ano desafiador, mas no qual a estratégia futura da Huawei começará a tomar forma.  

A receita caiu 16,5% ano a ano para152,2 bilhões de yuans (R$ 127 bilhões) no primeiro trimestre, na sequência da queda de 11% na receita nos três meses encerrados em dezembro.

A margem de lucro aumentou 3,8 pontos percentuais para 11,1%, o que se traduz em lucro líquido de 16,9 bilhões de yuans (R$ 14,1 bilhões), à medida que a empresa cortou custos e recebeu uma taxa de licença de patente de US$ 600 milhões (R$ 3,2 bilhões).

A Huawei vem do ano mais difícil já registrado, quando as sanções da administração Donald Trump sufocaram o negócio de smartphones, que vinha em ascensão, e impediram avanços na fabricação de chips e redes de quinta geração. O novo inquilino da Casa Branca, Joe Biden, deu poucos sinais de que haverá mudanças nessa política. 

“Continuamos comprometidos com a inovação tecnológica e investindo pesadamente em P&D enquanto trabalhamos para enfrentar os desafios de continuidade do fornecimento causados por restrições no mercado”, disse Xu.  

A Huawei diversificou sua linha de produtos e reduziu a dependência das importações de chips à medida que as sanções comerciais afetam cada vez mais seus negócios fora da China.  

* Com informações da Bloomberg e do MWL


Powered by Publique!