Clicky

Home - Convergência Digital

Teles da Espanha pagam R$ 6,7 bilhões por 5G em 700 MHz

Convergência Digital* - 22/07/2021

A Espanha levantou um total de € 1,1 bilhão (R$ 6,7 bilhões) em um leilão atrasado de frequências adequadas para 5G na banda de 700 MHz, com as unidades locais da Orange, Telefonica e Vodafone gastando mais de € 300 milhões (R$ 1,8 bilhão) cada.

O Ministério da Economia da Espanha detalhou o fim do leilão, com o valor total arrecadado em cerca de € 15 milhões acima do preço inicial. Cada licença tem uma duração de 20 anos, podendo chegar a um máximo de 40 anos, até 2061.

A venda da banda de 700 MHz foi dividida em dois blocos de 2x10 MHz e três de 5 MHz, consistindo em um total de 12 rodadas de licitação, que foram contestadas pelas três principais operadoras do país depois que Masmovil optou por sair do processo no início deste mês.

Todos os três operadores divulgaram declarações separadas após a conclusão. A Vodafone Espanha disse que gastou € 350 milhões (R$ 2,1 bilhão) em blocos de 2x10 MHz, que serão pagos em uma única parcela, além de uma taxa de licenciamento de € 15,5 milhões a pagar a cada ano. Ela disse que usaria as novas frequências para expandir sua área de cobertura e oferecer uma cobertura melhor, inclusive em ambientes internos.

Orange Spain gastou o mesmo valor nos mesmos blocos, afirmando que a mudança consolidou a sua posição com “maior espectro nas frequências prioritárias para 5G”. No total, disse ter investido 523 milhões de euros (R$ 3,2 bilhões) em espectro 5G na Espanha, com base em 110 MHz nos 3,5 GHz que comprou no último leilão.

A operadora local Telefonica gastou € 310 milhões (R$ 1,9 bilhão) em 2x10 MHz, pagando um pouco menos por causa das obrigações de implementação mais rápida. Notavelmente, não houve licitantes nos blocos de 5 MHz. É a segunda venda da Espanha de espectro adequado para 5G, após um leilão que cobre as bandas de 3,6 GHz a 3,8 GHz em 2018. A venda do espectro de 26 GHz está planejada até o final do ano.

* Do MWL

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

26/07/2021
FCC, enfim, entrega licenças 5G na faixa de 3,7 GHz

23/07/2021
Economia: Leilão do 5G será o 'gol de placa' das privatizações

23/07/2021
Porto de Santos vai receber 5G em piloto do governo

22/07/2021
Teles da Espanha pagam R$ 6,7 bilhões por 5G em 700 MHz

21/07/2021
AT&T: Primeira cidade inteligente em 5G será na capital dos EUA

20/07/2021
OpenRAN: o novo capítulo da guerra fria da globalização e do poder no 5G

19/07/2021
Anatel certifica tecnologia nacional para bloquear sinal 5G nos presídios

16/07/2021
China dá troco na Suécia e Ericsson perde receita com 5G

16/07/2021
Telefônica deixa Huawei fora da rede 5G Standalone na Espanha

15/07/2021
Economia: Leilão do 5G usa recursos de telecom para telecom e não dribla teto

Destaques
Destaques

5G vai gerar até US$ 5 trilhões ao PIB mundial

Em 2020, em plena pandemia, as tecnologias e serviços móveis contribuíram com US$ 4,4 trilhões do PIB global, um incremento de pouco mais de 7% em relação a 2019, revela a GSMA. Ano passado, o mundo contabilizou 5,2 bilhões de assinantes móveis, ou 67% da população mundial.

Open RAN é para 5G senão vai ter muita confusão entre fornecedores

Há uma determinação que Open RAN é release 16, então o Open RAN não será para o 4G, sustenta o head de tecnologia da Nokia para América Latina, Wilson Cardoso. "Um bite errado, simplesmente não vai funcionar", adverte.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

A urgência do 5G: Mais que eficiência, uma necessidade

Por Vinicius Marchese*

Imagine uma construção com guindastes de torres inteligentes, controle multidimensional, drones monitorando o projeto em tempo real e que, inclusive, permitem que a equipe de engenheiros faça intervenções no projeto em tempo real para evitar possíveis erros. Esta descrição pode não estar só na sua imaginação. Ela já é uma realidade no mundo graças ao 5G.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site