Clicky

SEGURANÇA

Ministério da Justiça mira Serasa, Assertiva e Credlink por uso de dados

Luís Osvaldo Grossmann ... 21/07/2021 ... Convergência Digital

Além de já ter multado cinco bancos, em um total de R$ 30 milhões, a Secretaria Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça tem três averiguações preliminares abertas sobre as práticas da Serasa, Assertiva e Credlink pela coleta e comercialização de dados pessoais. 

“Procura-se apurar se a conduta de Assertiva, Credlink e Serasa estaria de acordo com o Código de Defesa do Consumidor e o Marco Civil da Internet, notadamente no que diz respeito à cientificação do consumidor sobre a abertura de banco de dados e sobre a obtenção do consentimento do titular, no período anterior à vigência da Lei Geral de Proteção de Dados”, explica o Ministério da Justiça, em resposta a esta Convergência Digital. 

Até aqui, a Senacon já disparou 15 notificações e a partir das respostas e investigações aplicou multa contra cinco bancos: Safra, em R$ 2,4 milhões; Pan, em R$ 8,8 milhões; Cetelem, em R$ 4 milhões; Itaú Consignado, em R$ 9,6 milhões; e BMG, em R$ 5,1 milhões. 

Todos os processos envolvem o assédio a idosos para oferta de crédito consignado, escolhidos a partir de listas com dados pessoais. Em vários casos, as listas são intermediadas por um correspondente bancário, como a Tifim, mas a fonte original desses bancos de dados seriam os birôs de crédito, que também são investigados. 

As multas, assim, decorrem do entendimento da Senacon de que houve violações tanto ao Código de Defesa do Consumidor como ao Marco Civil da Internet (Lei 12.965/14). Mas adicionalmente encaminhou os processos à Autoridade Nacional de Proteção de Dados para eventuais sanções relacionadas à LGPD (Lei 13.709/18). 

Como reforça o Ministério da Justiça, “não cabe à Senacon a aplicação de sanções previstas na Lei 13.709/18 e sim à Autoridade Nacional de Proteção de Dados. À Senacon cabe aplicar as sanções previstas no Código de Defesa do Consumidor e no Marco Civil da Internet (Lei 12.965/14)”. 


Telecom somou 2,6 milhões de transações fraudulentas no 1º semestre

Já os celulares são os aparelhos com maior tentativa de fraude nas vendas pela internet: 5,1% dos casos. 

Dar segurança ao trabalho remoto foi a missão da TI com Covid-19

Pesquisa global mostra como adaptação dos profissionais ao teletrabalho teve que focar em ameaças de phishing, ataques e malware. 

ANPD e NIC.br assinam cooperação para gerar cultura de segurança de dados

Assinatura também marcou o lançamento de cartilhas do NIC.br sobre proteção de dados e vazamentos de dados.  Eles orientam sobre os direitos e deveres dos titulares dos dados.

Operação contra Pirataria Digital bloqueia 344 sites e 95 apps de transmissão ilegal de conteúdo

A terceira fase das operação 404 acontece em nove Estados do País e também removeu perfis de redes sociais e de buscadores da Internet. Ação policial tem apoio das embaixadas dos EUA e do Reino Unido.



  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G