Clicky

Algar avança no B2B; avalia 5G fora da sua área e se prepara para ser 100% fibra ótica

Ana Paula Lobo ... 13/05/2021 ... Convergência Digital

A Algar Telecom quer marcar a sua atuação nacional com o B2B, que no primeiro trimestre de 2021, já respondeu por 63% da receita total da companhia. "Seremos em pouco tempo uma operadora 100% fibra ótica. No B2B, já somos. Mas no B2C, na área de atuação, no triângulo mineiro expandido, estamos em 82%. Vamos buscar chegar a 100% o quanto antes", afirmou o CFO da operadora, Tulio Abi-Safer, em entrevista ao portal Convergência Digital.

Os resultados financeiros do primeiro trimestre são animadores. A receita líquida da operadora ficou em R$ 594,7 milhões, com um crescimento de 3,5%, sendo que o B2B cresceu 9,4%. Houve um decréscimo na receita líquida dos serviços prestados ao varejo R$ 219,2 milhões nos três primeiros meses do ano, ante R$ 231,2 milhões no mesmo período em 2020, provocado pelo impacto do fim das operações de TV paga. "No ano passado, ainda tivemos receita com a TV paga e esse ano não mais. Mas registramos um aumento de 19,8% no número de clientes e de 43,1% nas receitas de TI. Um resultado que nos deixa convencidos que estamos no caminho correto", adiciona o CFO.

Com relação à recém-anunciada aquisição da Vogel Telecom por R$ 600 milhões, Túlio Abi-Safer diz que espera um rito sumário da Anatel e do Cade. "Não há nenhum item que possa criar restrições regulatórias", diz, mas o impacto nos resultados só será sentido quando a operação for aprovada. Ainda assim, a Algar já trabalha com um processo de integração de 12 a 18 meses. "Há pouca sobreposição. Na verdade, a Vogel não atendia o mercado das PMEs e nós temos um conhecimento forte. A proposta é avançar nesse segmento nas regiões da Vogel", adianta o CFO.

Se as rivais Oi, TIM e Vivo se mobilizam pelas redes neutras ou abertas, a Algar adota uma postura mais cautelosa. Túlio Abi-Safer diz que a operadora acompanha a tendência mundial, mas prefere esperar para ver como vai funcionar, especialmente, a questão do conflito entre vender para si próprio e para outras operadoras. "Como vai ser a blindagem e a governança desse processo para dar certo é que temos que aguardar um pouco mais. A Algar é uma empresa de atacado. É uma empresa de fibra, mas vamos esperar", afirmou.

A ação no CADE para barrar a venda da Oi Móvel é para assegurar a competição no mercado, assegura ainda Tulio Abi-Safer. Indagado pelo Convergência Digital se a ação poderia vir a comprometer a realização do leilão 5G, o executivo da Algar foi taxativo. "Acredito que sejam coisas distintas. Não vejo razão de um negócio interferir no outro". A Algar, claro, está fazendo as suas contas e à espera da definição das regras do leilão para estabelecer a sua estratégia para a área de atuação B2C. "Temos a obrigação de levar o 5G para os nossos clientes", disse o CFO. Mas também adianta estar interessada no 5G em outras áreas fora da sua de concessão. "Estamos avaliando ofertas específicas para algumas regiões, mas tudo depende do edital", completou.


Internet Móvel 3G 4G
5G vai trazer R$ 13,5 bilhões para o Brasil até o final de 2022

Os recursos serão aportados em projetos envolvendo Inteligência Artificial, IoT, Cloud, Segurança, realidade aumentada e robótica, projeta a IDC Brasil. O B2B passa a ter papel central na estratégia de investimentos.

Wi-Fi 6E Brasil 2021 - Cobertura especial - Editora ConvergenciaDigital

Wi-Fi 6E: o futuro da infraestrutura do Wi-Fi

As faixas de 2,4 GHz e de 5 GHz estão congestionadas no Brasil e torna-se urgente ter mais frequência por mais capacidade e eficiência, afirma o chefe de Tecnologia da CommScope para Caribe e América Latina, Hugo Ramos.

Veja mais matérias deste especial

Feninfra: alta da SELIC impacta preços e traz risco de mais inadimplência

Entidade, que representa mais de 137 mil empresas de prestadores de serviços de telecomunicações, adverte que medida de combate à inflação do Banco Central atinge em cheio o setor produtivo. "O aumento de juros não é a única ferramenta de controle inflacionário", diz a presidente da entidade, Vivien Suruagy.

Teles sugerem prêmio às cidades que facilitarem antenas de 5G

Ideia é copiar marco legal do saneamento e pontuar os municípios com regras amigáveis à telecom em ranking de acesso a recursos públicos e convênios. 

Anatel adia decisão sobre uso de ‘white spaces’

Proposta prevê uso secundário e por dispositivos de radiação restrita do espectro ocioso nas faixas de 54 a 72 MHz, 174 a 216 MHz, 470 a 608 MHz, 614 a 698 MHz. 

TIM convoca rivais para brigar por propaganda com Google e Facebook

Os planos de uma carteira digital única não andaram como o desejado, mas a TIM almeja uma plataforma única de publicidade. “Se nos reunirmos podemos competir com Google e Facebook em um mercado muito maior”, vislumbra o presidente Pietro Labriola. 




  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G