Clicky

Hughes: redução do FISTEL devolverá R$ 30 milhões aos assinantes em um ano

Ana Paula Lobo ... 21/07/2021 ... Convergência Digital

A HughesNet, serviço de banda larga via satélite da Hughes do Brasil, está completando cinco anos e assume: está cada vez mais sendo deslocada para as bordas rurais por conta da interiorização da fibra ótica pelos ISPs e da provável expansão do 4G por conta das obrigações do 5G. Mas ainda assim, sustenta o presidente da companhia, Rafael Guimarães, há um enorme potencial de oportunidades para ser atendida. 

"O satélite não compete com a fibra ótica e o 4G chegando nas estradas e em áreas rurais pode ter um custo melhor para o assinante dessas localidades. Mas estamos onde a fibra ótica não vai chegar nem o 4G. Há um mercado enorme para ser atendido e que demanda muito trabalho", afirmou Guimarães, em entrevista de imprensa, realizada nesta quarta-feira, 21/07. 

O executivo adiantou que 67% dos assinantes da HughesNet têm nela o seu primeiro serviço de banda larga. "A realidade do Brasil não é a das cidades de São Paulo ou Rio de Janeiro com vários provedores. Bem perto daqui (capital paulistta) já há áreas com serviços precários, imagina nas áreas rurais. Em 2020, por conta da pandemia, o uso do nosso serviço cresceu 40% e muitos nunca tinha acessado à Internet até então. Eu tenho tecnologia para oferecer 100 Mbits, mas o custo seria proibitivo, então o meu máximo é 30 Mbits", contou Guimarães. 

A redução dos impostos, como o FISTEL e de taxas como o TFI e o TFF, reivindicação antiga das empresas de satélite, e sancionada no começo do ano pelo governo Bolsonaro, foi integralmente repassada para os assinantes. Guimarães diz que foi dado um desconto de R$10,00 no preço da conta, o que dará, em um ano, um ganho de R$ 30 milhões à base dos 260 mil assinantes. "Essa era uma briga tão antiga. Era um absurdo satélite pagar até sete vezes mais de imposto do que o celular e a fibra ótica não pagar nada. A nossa decisão foi repassar toda a redução direto para o assinante", diz o presidente da Hughes do Brasil.

Com capacidade de três satélites em uso, a Hughes planeja o futuro com o satélite Jupiter 3, que será lançado na metade de 2022, e que iluminará até 3500 municípios brasileiros. "Posso assegurar que o satélite não vai desaparecer ou  morrer por causa do 5G ou da fibra ótica. Cada um terá o seu nicho de atuação", assinalou Rafael Guimarães.


Internet Móvel 3G 4G
Intel passa a fabricar chips para Qualcomm e AWS

Essa é uma virada significativa no mercado de semicondutores, porque a Intel assume um papel de vender chips para terceiros. Além disso, a Intel está apostando suas fichas na produção nos Estados Unidos, em mais um capítulo da guerra pelo domínio da tecnologia entre os Estados Unidos e a China.

Wi-Fi 6E Brasil 2021 - Cobertura especial - Editora ConvergenciaDigital

Wi-Fi 6E: o futuro da infraestrutura do Wi-Fi

As faixas de 2,4 GHz e de 5 GHz estão congestionadas no Brasil e torna-se urgente ter mais frequência por mais capacidade e eficiência, afirma o chefe de Tecnologia da CommScope para Caribe e América Latina, Hugo Ramos.

Veja mais matérias deste especial

Embratel se diz pronta para migrar antenas parabólicas de Banda C para a banda KU

Empresa assegura ter todas as condições para atender aos radiodifusores brasileiros e, em breve, terá o Star One D2, que terá 28 transponders em Banda C, 24 transponders em Banda Ku, um payload em Banda Ka, além de Banda X para uso militar. 

Pietro Labriola, da TIM, assume presidência da Conexis Brasil Digital

CEO da TIM substitui Rodrigo Abreu, da Oi no comando da entidade setorial. Labriola representará a entidade por um ano e acumulará ainda a presidência da Telebrasil e da Febratel. O 5G é a prioridade na agenda.

Teles pedem aprovação urgente de prisão por oito anos para quem furta ou rouba cabos

Em 2020, foram 96 mil ocorrências de furtos e roubos de cabos de cobre, uma extensão de 4,6 mil km, prejuízo de R$ 1 bilhão às operadoras e apagão de serviço.

Coalizão Direitos na Rede vai à Justiça para suspender renovação de frequências e valor da concessão

Para a entidade, arbitragem da Anatel com Vivo, regulamento de bens reversíveis e cálculo do valor associado ao fim das concessões reforçam urgência em liminar. 




  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G