Clicky

Vivo investe na criação da Vida V, um marketplace de saúde e bem-estar

Convergência Digital ... 12/05/2021 ... Convergência Digital

Com base no pilar estratégico #TemTudonaVivo, a Vivo segue avançando no desenvolvimento de um ecossistema sólido com parceiros relevantes para se fortalecer, cada vez mais, como um hub de serviços digitais. A estratégia é facilitar o acesso da população a serviços em diferentes áreas, como entretenimento, esportes, segurança digital, finanças, e saúde e bem-estar.

Neste sentido, a empresa anunciou a criação da Vida V, um marketplace de saúde e bem-estar, que oferecerá, entre outras soluções, serviços de telemedicina a consumidores finais e pequenas e médias empresas no Brasil. A primeira parceria nasce com a Teladoc Health, uma das maiores empresas de telemedicina do mundo, com presença em 175 países e cobrindo mais de 70 milhões de pessoas ao redor do globo, através de um acordo vinculante. O novo serviço tem previsão de lançamento no próximo mês e oferecerá aos brasileiros atendimentos na área de saúde mais acessíveis, humanizados, rápidos e com a qualidade do corpo clínico de médicos da Teladoc Health.

Na teleconferência de resultados do trimetre, realizada nesta quarta-feira, 12/05,  o presidente da Vivo, Christian Gebara,admitiu a possibilidade de uma joint venture com a Teladoc Health, mas quer primeiro avaliar os resultados. No momento, afirmou o executivo, o foco está no lançamento da plataforma com a parceira. O modelo de negócio inicial não foi revelado pela Vivo.

Na prática, a Vida V poderá ser contratada por qualquer consumidor - inclusive por aqueles que ainda não são clientes da Vivo. A novidade será disponibilizada por meio de um app e incluirá consultas médicas, programas de bem-estar e saúde, desconto em farmácias e outros benefícios. Outras funções, serviços e parceiros serão adicionados à plataforma ao longo dos próximos meses.

O anúncio consolida, ainda mais, a presença da Vivo na área de saúde e bem-estar, contribuindo para promover a democratização do acesso a serviços de qualidade. "A telemedicina tem o potencial de ampliar o acesso ao médico e a todo o sistema de saúde no Brasil", explica o presidente da Vivo, Christian Gebara. "Somos o parceiro ideal para muitas empresas nacionais e internacionais que buscam uma marca forte e reconhecida no varejo, com mais de 1,6 mil lojas e uma sólida rede de canais digitais, e com a intenção de oferecer aos clientes mais benefícios e acesso rápido e seguro para contratar e pagar pelos serviços, já que podem usar a própria conta de celular como meio de pagamento", completa ele.




Internet Móvel 3G 4G
5G vai trazer R$ 13,5 bilhões para o Brasil até o final de 2022

Os recursos serão aportados em projetos envolvendo Inteligência Artificial, IoT, Cloud, Segurança, realidade aumentada e robótica, projeta a IDC Brasil. O B2B passa a ter papel central na estratégia de investimentos.

Wi-Fi 6E Brasil 2021 - Cobertura especial - Editora ConvergenciaDigital

Wi-Fi 6E: o futuro da infraestrutura do Wi-Fi

As faixas de 2,4 GHz e de 5 GHz estão congestionadas no Brasil e torna-se urgente ter mais frequência por mais capacidade e eficiência, afirma o chefe de Tecnologia da CommScope para Caribe e América Latina, Hugo Ramos.

Veja mais matérias deste especial

Feninfra: alta da SELIC impacta preços e traz risco de mais inadimplência

Entidade, que representa mais de 137 mil empresas de prestadores de serviços de telecomunicações, adverte que medida de combate à inflação do Banco Central atinge em cheio o setor produtivo. "O aumento de juros não é a única ferramenta de controle inflacionário", diz a presidente da entidade, Vivien Suruagy.

Teles sugerem prêmio às cidades que facilitarem antenas de 5G

Ideia é copiar marco legal do saneamento e pontuar os municípios com regras amigáveis à telecom em ranking de acesso a recursos públicos e convênios. 

Anatel adia decisão sobre uso de ‘white spaces’

Proposta prevê uso secundário e por dispositivos de radiação restrita do espectro ocioso nas faixas de 54 a 72 MHz, 174 a 216 MHz, 470 a 608 MHz, 614 a 698 MHz. 

TIM convoca rivais para brigar por propaganda com Google e Facebook

Os planos de uma carteira digital única não andaram como o desejado, mas a TIM almeja uma plataforma única de publicidade. “Se nos reunirmos podemos competir com Google e Facebook em um mercado muito maior”, vislumbra o presidente Pietro Labriola. 




  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G