Convergência Digital - Home

BRK Ambiental, CTG Brasil e Via Varejo aderem à nuvem na jornada digital

Convergência Digital
Convergência Digital* - 28/01/2020

A BRK Ambiental, maior empresa privada de saneamento do Brasil, beneficiando 15 milhões de pessoas em mais de 100 cidades, embarcou em uma jornada de transformação digital ao lado da SAP. Com uma combinação de SAP S/4HANA e soluções cloud como SAP Concur, SAP SuccessFactors e SAP Ariba, a empresa que atua com água e esgoto procura se tornar totalmente digital enquanto consolida várias operações de concessão pública em uma estrutura integrada, melhorando as sinergias das transações.

A adesão à nuvem e à transformação digital também foi prioridade da CTG Brasil, uma das líderes em geração de energia limpa no País e subsidiária da China Three Gorges Corp (CTG), maior produtora de energia limpa do mundo. A companhia escolheu produtos da SAP para apoiar sua estratégia de crescimento no Brasil, que está focada em energia limpa, inovação e intercâmbio de conhecimento entre o país e a China, e adota o sistema de gestão SAP S/4HANA e o SAP Ariba.

O objetivo é unificar a gestão de todas as empresas adquiridas no País em uma plataforma robusta, acessar informações em tempo real e ter uma solução de compras confiável e que permita consolidar operações, melhorar a gestão e tomar melhores decisões.

Já a Via Varejo, empresa com mais de 1 mil lojas em todo o Brasil, transitou pela economia digital durante o último ano promovendo uma transformação completa de suas operações de comércio eletrônico. A empresa está adotando o SAP S/4HANA Private Cloud, o SAP Ariba (para gestão de compras) e o SAP SuccessFactors (solução de gestão do capital humano) para permitir uma mudança em seu modelo de negócios e que permita reações mais rápidas às vendas, tudo sob uma plataforma unificada, eficiente e escalável. Mais informações sobre as empresas que aderiram à solução de cloud da SAP, clique aqui.

Resultados

“Tivemos um dos melhores anos da década para a SAP, com muitas empresas retomando seus investimentos em tecnologia para dar sustentação à estratégia de crescimento de longo prazo. Esse cenário se reflete na adoção do SAP S/4HANA e também do SAP HANA Enterprise Cloud, sistema que ajuda as companhias a preparem as operações para adoção de tecnologias em nuvem, e que para nós serve também como um indicador de que as organizações, após concluírem a digitalização dos processos – da área de compras ao RH – seguirão investindo em tecnologias emergentes para darem o salto necessário à transformação e inovação do negócio em um futuro próximo”, explica Cristina Palmaka, presidente da SAP Brasil.

Globalmente, a SAP atingiu todas as suas metas de receita e lucro em 2019. No ano, os novos pedidos de soluções na nuvem somaram 2,27 bilhões de euros, um aumento de 25% na comparação com 2018 e 31%, excluindo a infraestrutura como serviço (IaaS). As subscrições e suporte aumentaram 23%, ultrapassando 12 bilhões de euros no final do ano. Já a receita de cloud foi de 6,93 bilhões (IFRS), alcançando as perspectivas para o ano inteiro. Já a receita proveniente das licenças de software teve queda de 2% na comparação ano a ano, para 4,53 bilhões de euros. Os novos pedidos para licenças de nuvem e software ultrapassaram 11,5 bilhões de euros, um crescimento de 10% em 2019 em comparação com 2018. A receita de cloud e software totalizou 23,01 bilhões de euros (IFRS), também atingindo as perspectivas do ano. Com relação à receita total, o aumento foi de 12% em 2019 na comparação com o ano anterior, para 27,55 bilhões de euros (IFRS).

Na América Latina, A SAP divulgou os resultados do quarto trimestre com forte aumento em todas as linhas de soluções, com crescimento de dois dígitos tanto em venda de licença como na nuvem. Com esse resultado, a SAP registra 18 trimestres consecutivos de crescimento nas soluções cloud na região. Toda a região cresceu dois dígitos na nuvem, destacando Brasil, México, Argentina e Peru. A plataforma inteligente SAP S/4HANA continuou a marcar um crescimento constante em 2019, tanto em licenças como na nuvem. O ano também registrou crescimento de dois dígitos nas soluções SAP Qualtrics e SAP Customer Experience (CX), reforçando que as empresas latino-americanas estão colocando a gestão de experiências entre as principais prioridades da agenda.


Ministério da Justiça escolheu nuvem da Oracle para atender ao consumidor

"A nuvem nos abre um novo catálogo de possibilidades para serviços", afirma o coordenador geral de infraestrutura e serviços do Ministério da Justiça, Leonardo Greco. Serviço consumidor.gov.br migrou para a Oracle no final de maio.

CSU avança de empresa de BPO para uma companhia de tecnologia

Com diferentes atividades, entre elas, processamento de transações eletrônicas de meios de pagamento e serviços de relacionamento com clientes, a CSU contratou o NICE Nexidia para melhorar os resultados dos negócios com uma abordagem consultiva e analítica.

Desafio nacional: identificar os dados efetivamente valiosos ao negócio

Pesquisa da IDC mostra que quase a metade companhias pesquisadas no Brasil admitiu ter dificuldade para encontrar talentos e recursos responsáveis pelas análises das informações.

Destaques
Destaques

Eletrobras contrata Analytics para acelerar jornada digital

Estatal, responsável por 1/3 da capacidade elétrica do Brasil, quer usar os dados para manter as melhores práticas de governança e investir em IoT, chatbots e robôs.

Hospital Care vai às compras e reforça transformação digital

Com foco em fusões e aquisições no setor de saúde, a holding vem obtendo inúmeros ganhos de integração e sinergia entre as empresas adquiridas e suas diferentes soluções locais, passando a atuar por meio de um Centro de Serviços Compartilhados que provê serviços corporativos a todas as unidades do grupo. Empresa aposto no SAP S/4HANA.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Como controlar os gastos em nuvem pública?

Por Srinivasa Raghavan*

Se as empresas obtiverem melhor visibilidade do custo de cada serviço em nuvem que utilizam, poderão encontrar o equilíbrio certo entre eles, reduzir as despesas operacionais e obter o melhor valor possível da nuvem.

O caminho da cibersegurança passa pela nuvem

Por Felipe Canale*

Com organizações cada vez mais distribuídas, manter dispositivos em todos os locais ou usar produtos diferentes para trabalhadores remotos cria inúmeras brechas de segurança, além de custar muito e sobrecarregar os recursos de TI.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site