Convergência Digital - Home

Nuvem será a base de 85% dos aplicativos de negócios até 2025

Convergência Digital
Convergência Digital* - 23/08/2019

A nuvem vai estar presente em todos os lugares e empresas em 2025 e 85% dos aplicativos de negócios serão baseados em cloud computing. Essa é uma das megatendências apresentadas pelo relatório Global Industry Vision (GIV), produzido pela Huawei e recém-divulgado pela fabricante chinesa.

Ganham destaque ainda a comunicação sem atrito, onde a análise de Inteligência Artificial e o big data vão criar uma comunicação perfeita entre empresas e clientes. De acordo com os especialistas da Huawei, precisão, compreensão e confiança irão sustentar as comunicações de amanhã sem barreiras existentes. O GIV projeta ainda que as empresas utilizarão 86% dos dados que produzem.

Outra tendência é o surgimento da Economia Simbiótica onde as empresas em todo o mundo estão adotando tecnologia digital e aplicativos inteligentes em plataformas de acesso unificadas. Isso significa maior colaboração, compartilhamento de recursos, ecossistemas globais mais fortes e maior produtividade. O GIV prevê que todas as empresas em todos os lugares usarão a tecnologia de nuvem e 85% dos aplicativos de negócios serão baseados em nuvem.

Há ainda a criatividade aumentada onde a a Inteligência Artificial em nuvem reduzirá o custo e a barreira de entrada para a experimentação científica, inovação e arte, abrindo uma mina de ouro do potencial criativo que está disponível para todos. O GIV prevê que 97% das grandes empresas terão implantado Inteligência Artificial.

Fazem ainda parte do estudo as seguintes tendências:

Viver com Bots: Avanços na ciência material, Inteligência Artificial perceptual e tecnologias de rede estão impulsionando a adoção da robótica em uma variedade de cenários domésticos e pessoais. O GIV prevê uma taxa de penetração global de 14% de robôs domésticos.

Super visão: A convergência de 5G, Realidade Virtual/Realidade Aumentada, aprendizado de máquina e outras tecnologias emergentes nos permitirá ver além da distância, da distorção, da superfície e da história, abrindo novas perspectivas para pessoas, negócios e cultura. O GIV prevê que a porcentagem de empresas que usam Realidade Virtual/Realidade Aumentada aumentará para 10%.

Zero Busca: À medida que os dispositivos direcionados por dados e com sensores integrados começam a antecipar nossas necessidades, as informações nos encontrarão. Pesquisas futuras serão livres de botões, redes sociais pessoais serão criadas sem esforço e a indústria se beneficiará da "manutenção de pesquisa zero" (zero-search maintenance, em inglês). O GIV prevê que 90% dos proprietários de dispositivos inteligentes usarão assistentes pessoais inteligentes.

Ruas Adaptadas: Sistemas inteligentes de transporte conectarão pessoas, veículos e infraestrutura, criando congestionamento zero, resposta rápida a emergências e outras funções que tornarão a vida mais tranquila. O GIV prevê que 15% dos veículos terão a tecnologia de veículo conectado a tudo via rede móvel (Cellular Vehicle-to-Everything, em inglês)

Trabalhando com Bots: Já transformando muitas indústrias, a automação inteligente assumirá tarefas mais perigosas, repetitivas e de alta precisão - um benefício para segurança e produtividade. O GIV prevê que haverá 103 robôs na indústria para cada 10.000 funcionários.

A edição completa do GIV está disponível nesse link.



ARTIGO . Por Melissa Torgbi

Cientista de dados: seja curioso, se envolva e tenha muita disposição para resolver problemas

Há muita empolgação acerca do termo “ciência de dados” atualmente. Para nós que queremos ser cientistas de dados, há alguns requisitos. Um deles: ter muita, mas muita vontade de aprender o tempo todo.

Destaques
Destaques

Empresas ambicionam mais Inteligência Artificial, mas sofrem com falta de talento

Um apesquisa global da Bain mostra que três em cada empresas, instigadas pela covid-19 e a aceleração da digitalização, se preparam para investir mais em inteligência artificial e machine learning. Mas assumem que as dificuldades não são poucas.

Eneva investe R$ 3 milhões para unir gás à energia com a IA ALINE

Software, que utiliza algoritmos de machine learning, foi desenvolvido em parceria com o Instituto Tecgraf da PUC/Rio e está sendo testado no Maranhão. Próxima etapa é um projeto de pesquisa com foco na integração da produção do gás onshore com a geração de energia, o que significa usar IA em um projeto 100% conectado.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

O que é o balanceamento de carga de alta disponibilidade?

Por Ivan Marzariolli *

A alta disponibilidade começa com a identificação e eliminação de pontos únicos de falha em sua infraestrutura que podem desencadear uma interrupção do serviço - por exemplo, implantando componentes redundantes para fornecer tolerância a falhas no caso de um dos dispositivos estiver com problemas.

Dados em tempo real fazem toda a diferença no e-commerce

Por Leandro Rodriguez*

O tempo se tornou o fator crítico no relacionamento entre vendedor e comprador. Levar informações em tempo real a uma filial local ou a gerentes de loja pode ser determinante para a aquisição de clientes e, consequentemente, aumentar as vendas.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site