Home - Convergência Digital

Oi lança Joice, robô para atendimento aos clientes

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital - 15/07/2019

A Oi lançaou a Joice, sistema de inteligência artificial criado para ajudar os clientes. Segundo a empresa, a IA faz parte da estratégia de transformação digital da empresa, de eficiência operacional e oferecer simplificação no relacionamento com os clientes. 

Segundo a Oi, a ‘Joice’ foi aprimorada nos últimos meses, e já alcançou a marca de de 1,5 milhão de atendimentos por mês. Ela está presente nos principais canais de atendimento da empresa – WhatsApp, área pré-logada do site Minha Oi, Facebook Messenger e Direct Message do Twitter. 

O robô assume algumas funções, como avisar ao cliente a data de vencimento da conta, fornecer código de barras para pagamento, enviar fatura por WhatsApp ou email, e ajudar nas necessidades de reparo remoto de internet, TV e telefone fixo, informando o cliente sobre visita técnica, deslocamento e  foto do técnico e identificação do seu trajeto. 

A Joice também já está no call center, atuando em demandas de reparo técnico e já atinge a marca de 100 mil chamadas mensais – totalizando 300 mil atendimentos até agora, dos quais 60% foram resolvidos sem a necessidade de o cliente falar com o call center. 

A solução utiliza o IBM Watson e será disponibilizada comercialmente para clientes corporativos, reforçando a atuação da Oi como provedora e integradora de soluções digitais para o setor de grandes empresas.

Segundo a Oi, um dos projetos de transformação visa a redução de chamadas através da digitalização do atendimento. Após levantamento das dores dos clientes, 62 iniciativas foram mapeadas e as seis que foram priorizadas já estão sendo executadas, com potencial de redução de custo de R$ 34 milhões em 12 meses. Além disso, o movimento de transformação digital permitiu que, no ano passado, 83% das transações no portal Minha Oi fossem solucionadas sem a necessidade do atendimento humano. 

De acordo com a empresa, com a digitalização houve  redução pela metade das chamadas ao call center por motivos relacionados à conta, 45% das solicitações de 2ª via foram enviadas pelos meios digitais e 65% das interações sobre assuntos de suporte técnico não precisaram ir para o atendimento humano. 

Segundo a Oi, já são mais de 12 milhões de transações por mês. A Oi registra desde 2017 uma redução de custos de R$ 3 bilhões e as iniciativas de digitalização contribuíram fortemente para esse resultado.

 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

25/05/2020
TST manda Oi pagar sobreaviso para funcionário disponível pelo celular fora do expediente

22/05/2020
Oi: Covid-19 reforçou telecom como essencial, mas impasse tributário continua

21/05/2020
Multilaser vai fabricar receptores de TV paga para a Oi TV

20/05/2020
Softex e MCTIC abrem edital para selecionar 100 projetos de inteligência artificial

18/05/2020
Oi apresenta números melhores, mas segue com geração de caixa líquida negativa em março

18/05/2020
Governo vai usar Alexa, da Amazon, para informar sobre serviços digitais

14/05/2020
Oi Soluções entra no mercado de locação de PC como serviço

06/05/2020
TIM e Vivo já acessam dados sobre a Oi Móvel

06/05/2020
Julgamento sobre recurso da Oi contra indenização de R$ 200 milhões será presencial

05/05/2020
Oi Soluções incorpora adequação à LGPD em serviços profissionais

Destaques
Destaques

Leilão 5G: TIM e Claro defendem adiamento. Vivo adverte para momento incerto

TIM e Claro se posicionam claramente contra a realização do leilão ainda em 2020. A Vivo se mostra mais cautelosa, mas admite que está tudo muito nebuloso por conta da economia e da pandemia de Covid-19. Todas asseguram que o momento ainda é de muito investimento no 4G e no 4,5G.

Operadoras pedem que edital do 5G traga compromissos na nova tecnologia

Mas Anatel lembra que reduzir preço das frequências para exigir investimentos que o mercado já faria naturalmente não faz sentido na licitação. 

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Para além da guerra da saúde pública, não adiem o leilão do 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

O setor de telecomunicações tem suportado a sobrecarga derivada da pandemia de Covid-19. Mas, reforcem essas redes com tecnologia mais avançada para prover serviços de baixa latência. Dessa forma, não se postergue o leilão das redes ditas de quinta geração (5G) e atenção à segurança cibernética.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site