INOVAÇÃO

Federal de Goiás desenvolve teste rápido para Covid-19 com microchip descartável

Convergência Digital* ... 03/06/2020 ... Convergência Digital

Pesquisadores da Universidade Federal de Goiás desenvolveram um método de diagnóstico capaz de detectar a presença do coronavírus no paciente desde o primeiro dia dos sintomas. Mais barato e rápido que o teste padrão, sistema usa ampliação de DNA/RNA por meio de microchips descartáveis e portáteis. 

A técnica foi desenvolvida pelo Grupo de Pesquisa de Biomicrofluidica do Instituto de Química e do Laboratório de Genética Molecular e Citogenética do Instituto de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Goiás. A amplificação do RNA do vírus é realizado em um microchip, que utiliza um volume muito pequeno (microlitros) de amostra e reagentes. Esses dispositivos são descartáveis e portáteis. 

Chamada de RT-LAMP, trata-se de uma técnica de amplificação de DNA, assim como a PCR (Reação em cadeia da polimerase), técnica padrão ouro para diagnóstico da COVID-19, porém o processo no qual amplifica o material genético do vírus é realizado de maneira mais simples, barata e rápida.  Além disso, a RT-LAMP é 10 mil vezes mais sensível que a PCR.

Portátil, o teste pode ser levado para o local de necessidade, pontos de atendimento. A reação de amplificação do RNA é realizada em 10 minutos. Quando existe presença do vírus na amostra, ela ganha cor verde fluorescente.

Segundo a UFG, o teste pela técnica RT-LAMP usada na pesquisa pode ser realizado em um tempo total inferior a duas horas, enquanto um teste baseado em PCR leva cerca de 7 horas. E o custo é cerca de 40 vezes menor do que a PCR, além de não necessitar de instrumentação cara, pois a reação ocorre em temperatura constante.

O teste foi otimizado inicialmente com o cultivo de vírus inativado doado pelo Laboratório de Virologia Clínica e Molecular (ICB-USP). Em seguida, o teste foi aplicado em amostras reais de pacientes, previamente testadas por PCR em tempo real. Os resultados obtidos com o teste em amostras reais concordaram com o teste considerado padrão-ouro, a PCR. A pesquisa está agora em fase de validação com um número maior de amostras, para que em breve o teste possa ser aplicado para a população. 

* Com informações da UFG


Cloud Computing
Edge computing é estratégico para a Schneider Electric no Brasil

Companhia aposta no avanço da transformação digital para pequenas e médias empresas.  Empresa também dedica atenção à plataforma aberta habilitada para Internet das Coisas.


BC: Pagamento pelo WhatsApp terá de provar proteção aos dados

"Um arranjo que começa com 120 milhões de clientes não é pequeno", explicou Roberto Campos Neto.

Empresas nacionais reclamam da burocracia e deixam de investir em Inovação

Em pesquisa do Instituto Eldorado, empresas alegam que os instrumentos de fomento são burocráticos ou desconhecidos. Mais da metade das companhias ouvidas assumem que estão investindo menos em novas tecnologias.

Indústria de semicondutores reage à liquidação da Ceitec

Em nota, associação nacional do setor indica “preocupação” com a medida. “Liquidação distanciará ainda mais o Brasil do conhecimento de ponta.”

OBr.Global promove bootcamps Live sobre empreendedorismo

Aceleradora, especializada em internacionalização das empresas, ensinará técnicas adotadas no Vale do Silício, nos EUA.

Política de informática foi feita para o hardware, mas deu certo com o software

Para Sílvio Meira, a estratégia que o Brasil quer desenhar para Inteligência Artificial precisa desafiar à produção nacional para trazer os resultados pretendidos.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G