GOVERNO

Salim Mattar e Paulo Uebel deixam o Ministério da Economia

Convergência Digital ... 11/08/2020 ... Convergência Digital

Os secretários especiais de Desestatização e Privatização, José Salim Mattar, e o de Desburocratização, Gestão e Governo Digital, Paulo Uebel, pediram demissão nesta terça-feira, 11/8. A informação foi confirmada pelo próprio ministro da Economia, Paulo Guedes,  em entrevista coletiva no começo da noite.

“Houve uma debandada”, disse Guedes. Segundo o ministro, o secretário Mattar avisou que estava insatisfeito com o ritmo das privatizações. É bom lembrar que saiu um fato relevante da Telebras, uma das empresas à venda, condicionando a sua venda à participação de um banco público.

Já Uebel estaria insatisfeito com a decisão do governo de deixar a reforma administrativa para o próximo ano.  Uebel era o responsável pela chefia da secretaria de governo digital, que está tocando os projetos de transformação digital. Ainda não há notícia se haverá alteração no time, que conta com Cristiano Heckert, secretário de gestão, e  Luis Felipe Salim Monteiro, na secretaria de Governo Digital.

O anúncio de que os secretários deixam a pasta nos próximos dias se somam a outros afastamentos recentes. Há um mês, o secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, deixou o cargo. Ele assumiu como economista chefe do banco BTG. Há duas semanas, o diretor de programas da Secretaria Especial da Fazenda, Caio Megale, também saiu. Na época, o presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes, avisou o mercado que vai deixar o posto neste mês de agosto.


Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

STJ nega envio de 'Caixa de Pandora' para Justiça Eleitoral

Quarta Turma do Supertior Tribunal de Justiça autorizou, no entanto, nova perícia nos vídeos que flagraram, em 2009, empresários de tecnologia da informação pagando propina a integrantes do governo do Distrito Federal. 

MCTI e MCom vão compartilhar orçamento até 2021

Portaria interministerial foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União. Até junho de 2021, os recursos serão compartilhados e será criado um Centro de Custos para a divisão dos gastos entre os dois ministérios, até a definição do orçamento de 2021.

TICs ganham fôlego com retirada do pedido de urgência da reforma tributária

Decisão agrada as empresas de software e serviços e ao mercado de telecomunicações. Isso porque a proposta de unificação do PIS e da Cofins, com elevação da alíquota para 12%, seria prejudicial para o setor, que pagaria ainda mais imposto.

Governo restringe o que ministros e secretários podem falar sobre estatais

Decreto altera o Código de Conduta da Alta Administração Federal para vedar divulgação de “informação que possa causar impacto” nas ações ou relações com consumidores, mercado e fornecedores. 



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G