Home - Convergência Digital

Anatel terá app para comparação de preços, mas ele só fica pronto em 2020

Convergência Digital - Carreira
Luís Osvaldo Grossmann - 07/02/2019

A Anatel aprovou nesta quinta-feira, 7/2, a criação de um grupo de trabalho para acompanhar, padronizar e atualizar o aplicativo móvel de comparação de preços de serviços de telecomunicações. Uma versão de testes desse app foi lançada no fim de julho de 2018, mas a agência calcula que serão necessários ainda 10 meses para a versão definitiva ser disponibilizada.

“A ideia é comparar ofertas de serviços ou combos, com o objetivo de empoderar o consumidor e garantir transparência”, afirmou o conselheiro Moisés Moreira, relator da criação do Grupo de Gestão do Aplicativo Anatel Comparador. Esse grupo será formado obrigatoriamente por representantes da própria agência e das principais teles móveis. Mas podem também participar, voluntariamente, pequenas prestadoras, entidades e órgãos de defesa dos consumidores indicados pelo Comitê de Usuários.

Além da interação constante com as empresas, o grupo deve definir aspectos técnicos, a própria interface do app e padronizar os dados que serão disponibilizados. O grupo também terá função de dirimir conflitos – mas caso não haja consenso, as superintendências de Competição, Relação com os Consumidores e de Gestão da Informação é que decidirão.

A proposta de um aplicativo que compare os preços das operadoras data, pelo menos, desde 2015. quando a agência conseguiu aprovar o projeto e garantir os recursos para viabilizá-lo. Curiosamente, a agência não conseguiu usar os fundos ligados à telecomunicação – o app foi financiado pelo Fundo de Direitos Difusos.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

16/08/2019
Anatel descarta intervenção iminente na Oi

13/08/2019
Mutant anuncia compra da Interaxa e expande atuação na América Latina

13/08/2019
Anatel tem quatro vagas para comitê de defesa dos usuários

12/08/2019
Fiscalização do Fust e do Funttel rendeu R$ 1,9 bilhão em 2018

12/08/2019
Em 22 anos, Anatel aplicou quase R$ 7 bilhões de multas, mas recebeu só 12%

12/08/2019
Anatel registra queda de 17,2% nas reclamações contra as teles

07/08/2019
Projeto de Lei quer enquadrar apps como 99 e Uber no Código do Consumidor

07/08/2019
QR-Code elimina o crachá no governo federal

01/08/2019
Anatel abre debate sobre regras para reduzir barreiras à internet das coisas

01/08/2019
Sem sucesso com Oi, Telefônica e Claro, Anatel fecha TAC de R$ 86,7 milhões com a Algar

Destaques
Destaques

Escassez de talentos e complexidade travam projetos de Internet das Coisas

Estudo global mostra ainda que quase 30% das provas de conceito falham por conta de implementação cara e da falta de profissionais capacitados. A segurança segue sendo desafiadora.

TIM supera rivais em disponibilidade e latência 4G. Claro lidera em velocidade de download

Relatório da OpenSignal mostra que a disponibilidade do sinal 4G melhorou no Brasil com o uso da faixa de 700 Mhz.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

O potencial pouco explorado da Internet das Coisas

Por Daniel Kriger*

A grande mudança que a Internet das Coisas (IoT – Internet of Things) trará para a vida das pessoas está além da facilidade de se preparar um café, programar um banho quente ou economizar na conta de luz. Dar conectividade a objetos e abrir espaço para comandos inteligentes em inúmeras tarefas do dia a dia é um dos principais propósitos de IoT. Mas não é só isso.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site