Home - Convergência Digital

Anatel terá app para comparação de preços, mas ele só fica pronto em 2020

Convergência Digital - Carreira
Luís Osvaldo Grossmann - 07/02/2019

A Anatel aprovou nesta quinta-feira, 7/2, a criação de um grupo de trabalho para acompanhar, padronizar e atualizar o aplicativo móvel de comparação de preços de serviços de telecomunicações. Uma versão de testes desse app foi lançada no fim de julho de 2018, mas a agência calcula que serão necessários ainda 10 meses para a versão definitiva ser disponibilizada.

“A ideia é comparar ofertas de serviços ou combos, com o objetivo de empoderar o consumidor e garantir transparência”, afirmou o conselheiro Moisés Moreira, relator da criação do Grupo de Gestão do Aplicativo Anatel Comparador. Esse grupo será formado obrigatoriamente por representantes da própria agência e das principais teles móveis. Mas podem também participar, voluntariamente, pequenas prestadoras, entidades e órgãos de defesa dos consumidores indicados pelo Comitê de Usuários.

Além da interação constante com as empresas, o grupo deve definir aspectos técnicos, a própria interface do app e padronizar os dados que serão disponibilizados. O grupo também terá função de dirimir conflitos – mas caso não haja consenso, as superintendências de Competição, Relação com os Consumidores e de Gestão da Informação é que decidirão.

A proposta de um aplicativo que compare os preços das operadoras data, pelo menos, desde 2015. quando a agência conseguiu aprovar o projeto e garantir os recursos para viabilizá-lo. Curiosamente, a agência não conseguiu usar os fundos ligados à telecomunicação – o app foi financiado pelo Fundo de Direitos Difusos.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

23/07/2019
‘Não Me Perturbe” encerra primeira semana com 1,5 milhão de adesões

22/07/2019
Procon de SP questiona Anatel por cadastro ‘Não Me Perturbe’

19/07/2019
Sistema que bloqueia telemarketing já tem 1,2 milhão de pedidos

18/07/2019
Fim do roaming no Mercosul precisa de aval do Congresso para começar a valer

18/07/2019
Anatel divulga novos valores para planos de telefonia fixa

16/07/2019
Depois do ‘Não Me Perturbe’, Anatel estuda bloqueio de ligações de robôs

15/07/2019
Começa a valer cadastro que bloqueia telemarketing das teles

15/07/2019
Brasil assina acordo para fim do roaming no Mercosul

11/07/2019
Anatel aprova reajuste de até 6,76% na telefonia fixa

11/07/2019
Disputa Claro-Fox azeda clima no Conselho Diretor da Anatel

Destaques
Destaques

Varejo x bancos: carteira digital vira superaplicativo

Superados os obstáculos iniciais, mercado não financeiro acelera estratégia para ficar com preferência dos consumidores.

Para injetar R$ 200 bilhões na economia, IoT tem de ficar livre das amarras tributárias

Relator da proposta de tributo zero para Internet das Coisas, deputado Eduardo Cury, do PSDB/SP, disse que o setor precisa municiar o Parlamento com dados para convencer à Casa a conceder a desoneração.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

O potencial pouco explorado da Internet das Coisas

Por Daniel Kriger*

A grande mudança que a Internet das Coisas (IoT – Internet of Things) trará para a vida das pessoas está além da facilidade de se preparar um café, programar um banho quente ou economizar na conta de luz. Dar conectividade a objetos e abrir espaço para comandos inteligentes em inúmeras tarefas do dia a dia é um dos principais propósitos de IoT. Mas não é só isso.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site