Convergência Digital - Home

Tribunal de Justiça de SP migra 50 mil contas para Office 365

Convergência Digital
Convergência Digital - 18/12/2019

Ainda às voltas com o contrato de desenvolvimento de um novo sistema de processo eletrônico, barrado pelo Conselho Nacional de Justiça, o  Tribunal de Justiça de São Paulo avança na migração de serviços para nuvem. E conclui a migração de mais de 50 mil contas para a plataforma Office 365, da mesma Microsoft. 

Nesse caso, o contrato foi firmado com a revendedora Brasoftware ainda em outubro de 2018. “Um dos nossos maiores desafios foi o prazo de apenas um mês e meio para transferirmos todas as contas para a plataforma Office 365”, diz o gerente de serviços da Brasoftware, Rodrigo Vieira. 

Segundo a empresa, a gestão de identidade dos usuários da plataforma Office 365 possibilitou realizar uma integração com as aplicações do TJSP e possibilitar a criação de usuários unificados, sem que seja preciso criar uma nova conta para cada aplicação utilizada. O TJSP tem 2,6 mil magistrados, sendo 360 desembargadores, e 56 mil funcionários em 319 comarcas no estado. 


Destaques
Destaques

Demanda por cientista de dados eleva salários para até R$ 12 mil

Segundo levantamento da plataforma de recrutamento trampos.co, média é de R$ 5,5 mil a R$ 8 mil, mas os salários são maiores em grandes empresas e multinacionais.

IDC: mercado de nuvem pública vai chegar a R$ 15 bilhões em 2020

Mercado de TI brasileiro vai crescer 5,8% impulsioando pelos negócios de clóud computing e pela aceleração do mercado de software. Nuvem privada tem a preferência das grandes empresas e fica com até 25% do orçamento destinado à TI.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Como gerenciar o caos da estratégia multicloud

Por Ivan Marzariolli*

Os gestores precisam de uma solução para atenuar os riscos de uma arquitetura multicloud e desafios operacionais, o que pode inclusive melhorar o compliance, a precisão e as necessidades de DevOps e SecOps, reduzindo o estresse na equipe de TI.

Segurança em nuvem na era da LGPD

Por Raul Leite*

Quando falamos de proteção da nuvem, as organizações devem ter em mente uma série de estratégias. A começar pela escolha minuciosa do provedor de serviços, que precisa estar preparado para os novos compromissos de privacidade. Também é necessário certificar se o armazenamento dos dados é feito de modo criptografado quando necessário pelo nível de sigilo da categorização de um dado.



Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site