Home - Convergência Digital

Tribunal de Justiça suspende regulamentação do Uber no Rio de Janeiro

Convergência Digital* - 17/02/2020

Por entender que os decretos cariocas 44.399/2018 e 46.417/2019 — que regulamentam aplicativos de transporte, como Uber — extrapolaram a competência do município para legislar sobre o assunto, o Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro concedeu, nesta segunda-feira (17/2), liminar para suspender a eficácia das normas. O Decreto 44.399/2018 foi a primeira norma municipal a regulamentar o tema. Estabeleceu que empresas como Uber, Cabify e 99 devem pagar um percentual das corridas à prefeitura. Esses valores se destinam a projetos de transporte e mobilidade urbana.

Além disso, o decreto estabeleceu exigências para ser credenciado motorista desses aplicativos, como não ter antecedentes criminais e ser aprovado em curso de formação para transporte de passageiros. Já o Decreto 46.417/2019 criou o regulamento e o Código Disciplinar do Serviço de Transporte Individual e Remunerado de Passageiros em Veículos Descaracterizados por meio de plataformas digitais gerenciadas por provedoras de redes de compartilhamento.

O deputado estadual Alexandre Freitas (Novo) moveu representação de inconstitucionalidade contra os decretos. De acordo com ele, as normas interferem na livre iniciativa ao estabelecer regras para a fixação dos preços das corridas. Conforme o deputado, não cabe à prefeitura fazer isso, pois Uber e empresas semelhantes prestam serviços de transporte individual e privado, e não público.

Em defesa das normas, a Procuradoria-Geral do Município do Rio sustentou que elas apenas regulamentaram o transporte privado de passageiros, que é um assunto de interesse da cidade. A relatora do caso, desembargadora Odete Knaack de Souza, afirmou que os decretos são autônomos e extrapolam a função regulamentadora. Segundo a magistrada, as normas invadem a competência da União de legislar sobre transporte. Além disso, a relatora destacou que a interferência no funcionamento de empresas como Uber, Cabify e 99 viola os princípios da livre iniciativa e liberdade econômica.

Fonte: Portal Conjur

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

07/10/2020
Bradesco vai pagar R$ 23,8 milhões ao CADE por bloqueio a fintechs em aplicativo

02/10/2020
EUA recorrem da decisão judicial que suspendeu bloqueio do WeChat

29/09/2020
Instagram passa Facebook Messenger e está em 81% dos celulares no Brasil

22/09/2020
Governo quer economizar R$ 27 milhões com atestado médico pela Internet

16/09/2020
Claro vende acesso ao aplicativo do Hospital Albert Einstein por R$ 49,90 por mês

07/08/2020
TikTok e WeChat decidem enfrentar o governo de Donald Trump

05/08/2020
Infobip e GSMA para oferecer proteção à identidade digital

05/08/2020
Itaú abriu cerca de 1 milhão de contas pelo app no 1º semestre

03/08/2020
"TikTok é vítima inocente da loucura da política e da geopolítica"

31/07/2020
Trump 'ordena' a venda do TikTok. Microsoft aparece como interessada

Destaques
Destaques

Conexão no campo pode render até R$ 50 bilhões em dois anos

Estudo do Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA) revela que, hoje, faltam quase 15 mil antenas e torres para ofertar o serviço necessário para a digitalização do agronegócio. Os números foram revelados no Painel Telebrasil 2020.

Vitor Menezes, Minicom: Vamos brigar por um leilão 5G não arrecadatório

O Ministério das Comunicações sinalizou às operadoras que trabalha para convencer os colegas de Esplanada a concentrar os valores envolvidos no leilão do 5G em compromissos de cobertura, minimizando o preço a ser pago ao Estado, afirmou o secretário de Telecomunicações, Vitor Menezes, ao participar do Painel Telebrasil 2020.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Internet 5G traz disrupção para Telecomunicações até no modelo de negócio

Por Eduardo Grizendi*

Na RNP, estabelecemos um objetivo estratégico ambicioso – o de prover uma ciberinfraestrutura, segura, de alto desempenho e disponibilidade e, ao mesmo tempo, ubíqua, onipresente, em qualquer lugar e a qualquer hora, para nossas comunidades de educação, pesquisa e inovação.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site