Clicky

Anatel multa Telefônica/Vivo em R$ 150 mil por trocar sede própria por aluguel

Luís Osvaldo Grossmann ... 06/02/2020 ... Convergência Digital

Em mais um desdobramento de um caso que remonta ao ano de 2012, a Anatel decidiu aumentar, de R$ 15 mil para R$ 150 mil, a multa aplicada à Telefônica pela troca, sem autorização da agência, do edifício sede da empresa por um pédio alugado. 

Há mais de oito anos a Telefônica tenta vender a antiga sede da Telesp, na rua Martiniano de Carvalho, na cidade de São Paulo, mas teve o pleito reiteradamente negado pela Anatel. Isso porque, durante a maior parte desse período a agência entendia os imóveis administrativos das concessionárias como bens reversíveis. 

Esse entendimento mudou a partir de uma decisão do Conselho Diretor da agência ainda no início de 2018. Naquela ocasião, foi novamente negado o pedido da empresa para vender o prédio – mas com indicação à Telefônica de que um novo pleito poderia vir a ser bem sucedido. 

O ponto crucial da deliberação, no entanto, foi descartar o entendimento anterior, de forma a descaracterizar os imóveis administrativos como necessariamente reversíveis, mantendo a análise caso a caso de pedidos semelhantes. 

A multa confirmada nesta quinta, 6/2, se deve ao fato de que a Telefônica decidiu trocar a sede própria, o mencionado prédio na Martiniano de Carvalho, por um outro alugado, na avenida Berrini, por R$ 5,3 milhões por mês. Por entender que a decisão deveria ter sido submetida antes à Anatel, a multa foi aplicada. 


Internet Móvel 3G 4G
Anatel libera edital do 5G

Agência reguladora diz que preços só vão ser conhecidos oficialmente depois da avaliação do Tribunal de Contas da União. Documento liberado destaca os principais pontos do edital, aprovado na semana passada pelo Conselho Diretor da Anatel. Certame terá a maior oferta de espectro da história do Brasil.

AO VIVO!     Dias 02 e 03 de março
Clique aqui para assistir

Wi-Fi 6E Brasil 2021 - Cobertura especial - Editora ConvergenciaDigital

Brasil assume liderança e se torna hub do Wi-Fi 6E nas Américas

“Calculamos a contribuição de US$ 112 bilhões ao PIB, US$ 30 bilhões em valor adicionado à produção e US$ 21 bilhões em consumo na próxima década no mercado brasileiro”, afirma a presidente da Dynamic Spectrum Alliance, Martha Suarez.

Chile vai usar Wi-Fi 6E para a universalização do acesso à internet

“Nosso objetivo é conectar casas e indústrias com a melhor conectividade possível, mesmo nas áreas rurais”, afirma a vice-ministra de Telecomunicações do país andino, Pamela Gidi. Chile quer cobrir 90% do território com 5G em três anos.

Cisco: demanda para Wi-Fi em toda a faixa de 6 GHz já chegou

Explosão de hotspots e de dispositivos conectados e uso no trabalho e na educação já exigem capacidades, velocidades e latência compatíveis com novos hábitos, afirma o diretor de Tecnologia Sem Fio da Cisco, Matthew MacPhereson.

Amazon: Wi-Fi 6 e Wi-Fi 6E têm um casamento perfeito com o 5G
"Se já geramos trilhões de dólares com pouca frequência, imagina com três vezes mais espectro", diz o Wireless CTO da Intel
Brasil é o primeiro país a liberar uso em baixa potência para toda a faixa do Wi-Fi 6E
Veja mais matérias deste especial    •    Inscrição gratuita - Clique aqui

Vivo assume que rede neutra fará a diferença no 5G

Batizada de FiBrasil, a rede neutra terá papel central na estratégia nacional, afirmou o CEO da Vivo, Cristian Gebara.

Baigorri: Esperar demanda para exigir 5G pleno é o oposto de política pública

“O desconto no valor da frequência é uma decisão de Estado para financiar o investimento. É usar recurso público para garantir que Macapá, Boa Vista e Rio Branco tenham as mesmas funcionalidades de São Paulo”, afirma o relator do 5G na Anatel, Carlos Baigorri. 

CVM cobra Telebras que anuncia renovação por 10 anos de contrato com Eletrobras

Acordo vale para o uso de fibras óticas e infraestrutura de telecomunicações com a Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf), Centrais Elétricas do Norte do Brasil S/A (Eletronorte) e Furnas Centrais Elétricas S/A (Furnas). Estatal teve movimentação atípica de ações.

STF descarta ação da PGR e mantém gratuidade do direito de passagem

Maioria do Plenário acompanhou o entendimento do relator, Gilmar Mendes, de que um ordenamento unificado nacional faz parte das competências da legislação federal. Para Conexis, "STF reconheceu papel vital da conectividade".




  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G