Clicky

Home - Convergência Digital

Telefónica e Liberty Global acertam fusão de R$ 220 bilhões no Reino Unido

Convergência Digital* - 07/05/2020

A espanhola Telefónica, dona da Vivo no Brasil, e o grupo britânico Liberty Global anunciaram ter chegado a um acordo para fusão das operações da tele móvel 02 com a empresa de TV paga e banda larga Virgin Media. O negócio foi precificado em US$ 38 bilhões, ou o equivalente a R$ 220 bilhões. 

O acordo que une 02, da Telefónica, e a Virgin Media, da Liberty, é o maior negócio anunciado no Reino Unido nos últimos cinco anos e cria uma empresa forte em banda larga e telefonia móvel que vai desafiar a líder BT (British Telecom). A 02 é a segunda operadora celular e a Virgin a maior provedora de TV por assinatura no país. 

O presidente da Telefónica, Jose Maria Alvarez-Pallete, disse que as empresas serão muito mais fortes juntas. O grupo espanhol, vale lembrar, já tinha tentado vender a 02, sem sucesso. Segundo o CEO da Liberty Global, Mike Frie, “não é segredo que quando o 5G encontrar a banda larga de 1 gig será mágica para os clientes”. 

Pelo acordo, os grupos terão participação igualitária na nova companhia – e projetam “sinergias” de US$ 7,7 bilhões (R$ 45 bilhões) anuais a partir do quinto ano após a conclusão da fusão. O negócio valoriza a 02 em 12,7 bilhões de libras (cerca de R$ 91 bilhões) e a Virgin Media em 18,7 bilhões de libras (R$ 134 bi). E a expectativa é de que a empresa combinada invista 10 bilhões de libras (R$ 71 bilhões) no Reino Unido nos próximos cinco anos. 

É valor parecido com o que foi anunciado pela BT – que já foi a monopolista de telecomunicações no Reino Unido – cuja projeção apresentada há uma semana indicava aportes de 12 bilhões de libras (R$ 86 bilhões) para substituir a rede de cobre por fibras ópticas em 20 milhões de domicílios. 

* Com informações da Reuters

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

13/01/2021
Telefonica vende torres para American Tower por 7,7 bilhões de euros. Brasil faz parte do pacote

26/10/2020
STJ confirma condenação da Telefônica por falta de cartões telefônicos

13/10/2020
Telefónica unifica unidade de atacado, roaming e clientes multinacionais

02/10/2020
Telefônica extingue ações preferenciais e converte todas em ordinárias

07/05/2020
Telefónica e Liberty Global acertam fusão de R$ 220 bilhões no Reino Unido

04/05/2020
Telefónica negocia fusão com Virgin Media no Reino Unido

06/02/2020
Anatel multa Telefônica/Vivo em R$ 150 mil por trocar sede própria por aluguel

27/01/2020
Telefónica contrata banco para vender unidade de computação em nuvem

29/11/2019
Telefónica Brasil vende 1.909 torres para Telxius por R$ 641 milhões

27/11/2019
Telefónica abre mão da América Latina, mas mantém Brasil no centro da estratégia

Destaques
Destaques

5G será muito mais B2B e vai injetar R$ 13,5 bilhões no mercado nos próximos dois anos

Finalmente o 5G entrou na lista das dez previsões para os mercados de Tecnologia e Informação e Telecomunicações da IDC para 2021/2022. Consultoria prevê que a receita virá de novos negócios com IA, IoT, cloud, segurança, robótica e realidade aumentada e virtual.

5G só começa depois de garantia de recepção nas parabólicas

Pelo cronograma previsto na proposta de edital, oferta do 5G tem início 300 dias depois de formalizada a ‘compra’ das frequências – portanto no segundo semestre de 2022.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Previsões para 5G Core (5GC) e redes móveis em 2021

Por Ivan Marzariolli*

A maioria das teles com 5G escolheu o que é chamado de implementação “não autônoma”.  É um híbrido de 4G e 5G que permite oferecer muitos recursos 5G aos assinantes, enquanto ainda aproveita o investimento existente em seu core de pacote 4G. Operadoras estão ansiosas para aproveitar as vantagens do 5GC (SA ou autônomo) - maior agilidade de serviço e custos mais baixos.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site