Convergência Digital - Home

IA Carol, da TOTVS, liderou força-tarefa por soluções no combate à Covid-19

Convergência Digital
Ana Paula Lobo* - 06/07/2020

A Carol, a inteligência artificial da TOTVS, foi a ferramenta estratégica da companhia para o desenvolvimento de soluções para atender o mercado na pandemia de Covid-19, contou o VP da companhia, Marcelo Eduardo Cosentino. Segundo ele, as empresas estão no modo sobrevivência e coube à TOTVS simplificar um dia a dia já bastante turbulento.

"As empresas querem preservar seus negócios. E cabe a nós ajudar com as ferramentas mais corretas possíveis. A Carol se transformou na ferramenta para fazermos as soluções, mesmo que também em home office", diz o executivo, em entrevista ao Convergência Digital. Entre as soluções desenvolvidas - a toque de caixa - para suprir as necessidades dos clientes estão o registro de ponto remoto, no qual a Carol auxilia os departamentos de RH nos tempos de trabalho remoto com a plataforma Clock-In, que permite que funcionários façam seus registros de ponto por meio de reconhecimento facial.

Com ela, o ponto eletrônico é registrado a partir de um app no smartphone, por meio de uma tecnologia de escaneamento digital da face dos colaboradores, geolocalização e processamentos de deep learning, que identificam o funcionário e a sua localização em frações de segundos, e tudo isso sem que o dispositivo esteja conectado à internet.

Marcelo Cosentino lembrou que uma das verticais mais atingidas pela pandemia foi o mercado hoteleiro. E a demanda foi permitir que a integração gratuita entre produtos dos segmentos de Hotelaria e de Saúde permitissem a transformação temporária de quartos de hotel em leitos hospitalares de campanha durante a crise da COVID-19. Com a ferramenta –disponível de forma gratuita para os clientes do software TOTVS Hospitalidade PMS por quatro meses – os hotéis passaram a ter no cadastro do hóspede um prontuário médico eletrônico que inclui dados de evolução da doença, receituário de medicamentos, enfermagem, solicitações de exames e outras orientações. Na prática, os hotéis ficam assim preparados para utilizar sua infraestrutura como local de quarentena e tratamento de casos mais brandos da doença.

Sobre a LGPD, o VP da TOTVS admite que é um desafio, mas lembra que a nova lei não se suporta apenas com a contratação de especialistas ou de programas adequados. "É necessário mudar a cultura de como se trata o dado. Não tem jeito: as companhias terão de mudar o seu dia a dia. No caso das nossas ferramentas, elas estarão adequadas já para agosto, mesmo que a vigência da legislação passe para maio de 2021", informou Marcelo Eduardo Cosentino.


Ministério da Justiça escolheu nuvem da Oracle para atender ao consumidor

"A nuvem nos abre um novo catálogo de possibilidades para serviços", afirma o coordenador geral de infraestrutura e serviços do Ministério da Justiça, Leonardo Greco. Serviço consumidor.gov.br migrou para a Oracle no final de maio.

CSU avança de empresa de BPO para uma companhia de tecnologia

Com diferentes atividades, entre elas, processamento de transações eletrônicas de meios de pagamento e serviços de relacionamento com clientes, a CSU contratou o NICE Nexidia para melhorar os resultados dos negócios com uma abordagem consultiva e analítica.

Cientista de dados: seja investigativo, analítico e curioso

Não há um perfil delimitado para o cientista de dados, o que significa que ele pode ser um 'profissional mais rodado e experiente' ou uim jovem recém-saído das universidades. Mas há um ponto essencial: a multidisciplinaridade, aponta o professor e especialista em ciência de dados do Instituto de Gestão e Tecnologia da Informação (IGTI), João Carlos Barbosa.

Destaques
Destaques

Taesa faz transformação digital baseada em dados

Concessionária de energia impulsionou a transformação digital por meio de uma estratégia de gestão da tecnologia baseada em dados e integração.

Fleury cria empresa baseada em ciência de dados e inteligência artificial

Saúde ID funcionará como um marketplace de serviços ligados à saúde e recebeu investimentos de R$ 50 milhões. O paciente terá todas suas informações de saúde integradas em uma única plataforma, que poderá oferecer às empresas e operadoras um serviço com algoritítimos preditivos.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Como controlar os gastos em nuvem pública?

Por Srinivasa Raghavan*

Se as empresas obtiverem melhor visibilidade do custo de cada serviço em nuvem que utilizam, poderão encontrar o equilíbrio certo entre eles, reduzir as despesas operacionais e obter o melhor valor possível da nuvem.

O caminho da cibersegurança passa pela nuvem

Por Felipe Canale*

Com organizações cada vez mais distribuídas, manter dispositivos em todos os locais ou usar produtos diferentes para trabalhadores remotos cria inúmeras brechas de segurança, além de custar muito e sobrecarregar os recursos de TI.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site