31/07/2020 às 15:59
Telecom


Huawei defende reserva de 500 MHz da faixa de 6GHz para as teles
Por Ana Paula Lobo e Pedro Costa

A Huawei defende que a faixa de 6GHz, com 1,2 GHz de espectro, não seja 100% destinada para os serviços não licenciados. A fabricante defende a reserva de 500 MHz para a oferta de serviços licenciados a serem decididos mais à frente.

"Se dermos toda a faixa agora para não licenciados, depois não temos como recuperar. A nossa posição é deixar 500 Mhz da parte superior do espectro para uma decisão futura, até para entender a evolução da tecnologia", afirmou Carlos Lauria, Diretor de Relações Governamentais e Assuntos Regulatórios da Huawei, ao participar do eForum Wi-Fi 6, realizado nesta quinta-feira, 30/07, pelo Convergência Digital e pela Network Eventos.

Segundo ele, não há uma certeza que o 5G não licenciado vá ter as mesmas características do 5G licenciado, em especial, de latência. "Ainda há muito por se definir para o 5G não licenciado", ressaltou. Lauria também lembrou que, hoje, o Wi-Fi é usado porque o consumidor não quer gastar seu plano de dados. Mas com o 5G, os planos serão diferenciados e o que vai valer são a latência, mais do que o gasto do consumo de dados.

"O Wi-Fi tem uma grande demanda porque as pessoas não querem extrapolar seus pacotes de dados, mas isso vai mudar", diz. Assistam a participação de Carlos Lauria, da Huawei, no eForum Wi-Fi 6.

Veja abaixo a íntegra do evento.


Powered by Publique!