Clicky

Convergência Digital - Home

Covid-19: Em três meses, governo brasileiro fez mais pelo digital do que em 2019

Convergência Digital
Luís Osvaldo Grossmann - 01/07/2020

Com uma lista de diversas iniciativas recentes voltadas à transformação digital na América Latina, a Amazon Web Services, arrisca que o ritmo de uso da tecnologia acelerou com a pandemia de Covid-19. 

“Estamos percebendo uma rápida adoção de recursos de inteligência artificial, de machine learning. No Brasil particularmente temos exemplos em Saúde e Educação, além do próprio governo. Com aulas em casa, alunos e professores estão tendo que se adaptar. Também é preciso maior capacidade de fazer diagnósticos da Covid-19. Vemos os clientes, no setor público, na educação, nas organizações não lucrativas, acelerar mais nos últimos três meses que em todo o último ano”, aponta o diretor da AWS para setor público na América Latina, Canadá e Caribe, Jeff Kratz. 

Nesta terça, 30/6, a empresa fez online seu encontro anual sobre iniciativas junto ao setor público. E o Brasil, que concentra o principal datacenter da AWS na região, é destaque em vários campos. “Vemos o Brasil, a começar pelo governo, adotando cada vez mais tecnologias de nuvem”, insiste Kratz. 

A Covid-19 acelerou programas de saúde com hospitais e startups, mas também exigiu adaptação do sistema educacional – em São Paulo, a empresa é responsável pela plataforma que garante aulas online a 1 milhão de estudantes na rede pública. 

No governo, além de prestar a atual nuvem pública dos órgãos federais, a empresa firmou uma parceria com o Serpro, dentro da oferta de serviços digitais. “Essa parceria com o Serpro, que é a principal empresa de TI do governo brasileiro, envolve o Gov.br, que é responsável pela conexão dos cidadãos a serviços públicos por meio de um login único. Estamos trabalhando com eles neste momento para escalar essa solução usando os recursos da AWS”, explica o gerente de arquitetura de soluções, Glauber Gallego. 

Segundo o governo brasileiro, até o momento o login único já ultrapassou os 70 milhões de usuários cadastrados – 25 milhões nos últimos seis meses – para acesso facilitado a 1.484 serviços públicos federais, estaduais e municipais que já foram digitalizados e podem ser acessados por meio do Gov.br.

“Temos visto uma continua modernização por meio de licitações do governo, que estão realmente ajudando as organizações a adotar estratégias de ‘cloud first’, percebendo a relação de custo-benefício, fundamental em compras governamentais”, diz Jeff Kratz.


Ministério da Justiça escolheu nuvem da Oracle para atender ao consumidor

"A nuvem nos abre um novo catálogo de possibilidades para serviços", afirma o coordenador geral de infraestrutura e serviços do Ministério da Justiça, Leonardo Greco. Serviço consumidor.gov.br migrou para a Oracle no final de maio.

Icatu Seguros: mudar atendimento ao cliente para a nuvem foi decisão irreversível

Seguradora contratou a CXone, da NICE, para migrar, em tempo recorde, os seus funcionários para o trabalho remoto. "Tínhamos de não perder a qualidade e a eficiência e adaptar o serviço ao dia a dia das casas dos colaboradores", conta o diretor de Marketing e canais, Rafael Caetano.

Diversidade e Ciência de Dados: um desafio ao Brasil

Mais mulheres precisam ocupar carreiras em Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática pelo bem do País, incentiva a embaixadora da Women in Data Science da USP (WiDS @USP), Renata Sousa.

Destaques
Destaques

Palo Alto: É um erro enorme repetir o passado e não tornar a nuvem aberta de verdade

"A nuvem tem de ser aberta, multicloud e não ter complexidade para os sistemas se falarem. Fizemos isso lá trás e foi um prejuízo. Não podemos errar porque nuvem é crucial no 5G", adverte Marcos Oliveira, diretor geral da Palo Alto Networks no Brasil. A empresa aposta suas fichas no 5G e num novo desenho para o mercado de segurança de redes.

Nuvem exige plano A, plano B e erra quem não faz recuperação de desastre

A nuvem não é proteção por si só e exige muito planejamento das empresas, afirmam especialistas de segurança da informação. Para o CISO da RNP, Emilio Nakamura, contingência e resiliência são obrigações. "Ser rápido num incidente é o relevante porque não existem sistemas 100% seguros".



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Como controlar os gastos em nuvem pública?

Por Srinivasa Raghavan*

Se as empresas obtiverem melhor visibilidade do custo de cada serviço em nuvem que utilizam, poderão encontrar o equilíbrio certo entre eles, reduzir as despesas operacionais e obter o melhor valor possível da nuvem.

O caminho da cibersegurança passa pela nuvem

Por Felipe Canale*

Com organizações cada vez mais distribuídas, manter dispositivos em todos os locais ou usar produtos diferentes para trabalhadores remotos cria inúmeras brechas de segurança, além de custar muito e sobrecarregar os recursos de TI.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site