INTERNET

Isolamento social muda perfil e compras online focam em higiene e limpeza

Convergência Digital ... 09/04/2020 ... Convergência Digital

O comércio eletrônico faturou 26,7% a mais durante os primeiros três meses de 2020, na comparação com o primeiro trimestre de 2019, e chegou a R$ 20,4 bilhões. Reflexo do forte crescimento no volume de vendas pela internet, que bateu em 49,8 milhões de transações, 32,6% acima do mesmo período no ano passado.

Apesar da alta significativa, consumidores estão gastando menos nas compras online. De acordo com a pesquisa realizada pela Compre&Confie, que ouviu 2.397 consumidores, o tíquete médio dos pedidos no primeiro trimestre foi de R$ 409,50 – valor 4,5% abaixo do que o registrado em 2019.

Esse desempenho deve ser ainda mais expressivo desde o fim de março, por conta das medidas de isolamento para evitar a disseminação da Covid-19. A avaliação da Compre&Confie é que as medidas levam a compras online de itens de necessidade básica, como produtos de supermercado ou de farmácia, de menor valor. 

Além do aumento nas vendas de produtos de higiene e saúde, especialmente no mês de março, outras categorias ligadas ao momento de quarentena também apresentaram crescimento, como  Artigos para Casa, Eletrodomésticos e Ventilação, Suplementos/Esporte e Lazer, Móveis/Construção e Decoração.

Outro fator que destoa das tendências observadas anteriormente é a redução do valor do frete, mesmo em meio ao aumento significativo do número de compras. O preço médio do serviço teve redução de aproximadamente 6% em relação ao mesmo período de 2019, totalizando R$ 21,06.

Ainda de acordo com a pesquisa, foram registradas 59,5 milhões de compras de sites estrangeiros, o que resultou em faturamento de R$ 6,1 bilhões. O tíquete médio foi de R$ 102. São números relevantes mas bem menores que as compras nacionais, que movimentaram R$ 75,1 bilhões em mais de 178 milhões de pedidos de compra.


Revista Abranet 31 . maio-julho 2020
Veja a Revista Abranet nº 31
A pandemia da Covid-19 fez a rotina mudar num piscar de olhos. E coube à internet mostrar a sua força. O aumento significativo do tráfego de dados por conta do teletrabalho e do isolamento social foi uma realidade assustadora. Veja a revista completa.
Clique aqui para ver outras edições

No Brasil, 47% indicam comprar mais pela internet após Covid-19

Pesquisa da Salesforce também indica que os brasileiros são quase duas vezes mais propensos a fazer compras por meio de redes sociais que em outros países.

Ministério Público defende rastreamento de mensagens no PL das Fake News

Para a Câmara Criminal do Ministério Público Federal, a previsão deve ser mantida porque "mostra-se útil para a investigação de diversos ilícitos". 

Fake News: Sai versão em português de chatbot gratuito de verificação para o WhatsApp

Pelo chatbot da International Fact-Checking Network, usuários do OTT podem verificar se informações específicas que receberam sobre a COVID-19 já foram classificadas como "falsas", "parcialmente falsas", "enganosas" ou "sem evidência" por verificadores profissionais.

Comércio pela internet dispara e movimenta 12% das vendas no Brasil

Segundo pesquisa da Camara-e.net e da Compre & Confie, vendas em junho foram 110% superiores há um ano. Alta no semestre beira os 60%. 

Slack acusa Microsoft de impor o Teams vinculado ao Office

OTT alega que a empresa norte-americana está vinculando o Teams ao Office para forçar a aceitação do produto, que disputa espaço com o Slack e com o Zoom nessa era de pandemia.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G