Home - Convergência Digital

Vivo quer carro conectado até para não cliente

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 09/09/2019

Os carros conectados acirram a disputa entre as operadoras móveis no Brasil. A Vivo anunciou o Vivo Car, um serviço que transforma automóveis comuns em veículos conectados. Os interessados na novidade podem fazer um pré-cadastro no site vivocar.vivo.com.br, e saber em primeira mão sobre o lançamento, que acontecerá em setembro em todas as lojas da Vivo. O Vivo Car poderá ser contratado por qualquer pessoa, inclusive por aqueles que ainda não são clientes da Vivo.

Quem nunca teve de compartilhar a conexão do celular para as crianças navegarem na internet durante os trajetos? Quem não gostaria de saber quando o manobrista ligou e onde ele estacionou o seu carro? O Vivo Car transforma o automóvel em um hotspot Wi-Fi móvel com 40GB por mês para que todos os passageiros tenham acesso à internet do veículo.

Além disso, o Vivo Car disponibiliza informações em tempo real sobre a saúde do veículo, possíveis falhas mecânicas ou elétricas, planejamento de revisões e alertas de segurança. Todas estas informações também podem ser acessadas por pessoas que compartilham o mesmo carro (desde que devidamente autorizadas pelo assinante Vivo Car). Todos recebem notificações no celular - se o carro foi ligado, desligado, se ultrapassou a velocidade configurada, uma possível colisão ou até mesmo se está sendo rebocado.

No Vivo Car, o cliente conta com o recurso de geolocalização, possibilitando encontrar a posição atual do veículo a qualquer momento. Um recurso de segurança muito interessante para a família é a possibilidade de fixar áreas onde o carro poderá transitar e caso saia da zona pré-definida, todos são notificados. O assinante Vivo Car também receberá ofertas especiais disponíveis nas proximidades do carro. As ofertas serão disponibilizadas por uma rede de parceiros que será ampliada ao longo do tempo.

Como funciona

O Vivo Car é composto por um dispositivo que deve ser conectado na entrada OBD2 (sigla em inglês para On Board Diagnostics) do veículo, presente na maior parte dos modelos nacionais a partir de 2010 e de um aplicativo para celular, que pode ser baixado por clientes de qualquer operadora. A lista de veículos compatíveis estará disponível no site do serviço, no lançamento comercial.

Durante os 12 primeiros meses o plano Vivo Car será gratuito e o dispositivo deverá ser pago à parte, no cartão de crédito, em até 12 parcelas, sem juros. O valor será informado no lançamento comercial do serviço. Para usar o serviço, basta que o cliente conecte o dispositivo à entrada OBD2 de seu carro, baixe o app, faça um cadastro e depois o login, seguindo as orientações recebidas no ato da contratação.

 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

04/11/2019
Vivo investe em franquia para expandir rede de fibra ótica no Brasil

29/10/2019
Interesse da Vivo na operação móvel da Oi depende do leilão do 5G

29/10/2019
Vivo defende mais espectro para operadora nacional

24/10/2019
Cimatec inaugura na Bahia o novo supercomputador brasileiro

23/10/2019
Vivo abre 120 vagas no Programa de Estágio 2020

23/10/2019
Vivo fará conectividade IoT para caminhões da Mercedes Benz

22/10/2019
Itamaraty e Economia levam 19 startups para China

15/10/2019
NEGER Telecom lança sistema de alerta para barragens e áreas de risco

15/10/2019
Claro premia soluções móveis de estudantes e recém-formados

14/10/2019
Smartphone, vídeo online e aplicativos mudam cálculo da inflação no Brasil

Destaques
Destaques

5G exige políticas públicas e apoio do Governo

Como ressalta o diretor de relações governamentais da Huawei, Carlos Lauria, investimentos pesados em infraestrutura de redes envolvem políticas públicas em qualquer país. 

5G já trouxe aumento de receitas para as operadoras

“Na Coreia, são 3,5 milhões de clientes em seis meses, 1 milhão com serviços de valor adicionado. Em apenas um trimestre as operadoras aumentaram as receitas em 2%”, afirma o diretor de soluções da Huawei, Carlos Roseiro. 

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Carro autônomo: decisões baseadas em dados vão evitar acidentes?

Por Rogério Borili *

O grande debate é que a inteligência dos robôs precisa ser programada e, embora tecnologias como o machine learning permitam o aprendizado, é preciso que um fato ocorra para que a máquina armazene aquela informação daquela maneira, ou seja, primeiro se paga o preço e depois gerencia os danos.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site